Desemprego

Taxa de desemprego aumenta até Março

Taxa de desemprego aumenta até Março

 

Lusa / AO online   Economia   18 de Mai de 2010, 11:29

A taxa de desemprego em Portugal aumentou 1,7 pontos percentuais, para 10,6 por cento, no 1.º trimestre deste ano face ao mesmo período de 2009, segundo dados divulgados esta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).
Relativamente ao último trimestre de 2009, o desemprego aumentou 0,5 pontos percentuais, fruto do "efeito conjugado" do decréscimo de 0,3 por cento da população empregada (14,8 mil indivíduos) e do acréscimo de 5,1 por cento da população desempregada (28,9 mil indivíduos).

Segundo os resultados do Inquérito ao Emprego do INE, no 1.º trimestre havia um total de 592,2 mil desempregados, mais 19,4 por cento face ao trimestre homólogo de 2009 e mais 5,1 por cento face ao trimestre anterior.

Já o número de empregados - 5.008,7 mil indivíduos - caiu 1,8 por cento em termos homólogos e 0,3 por cento em cadeia, sobretudo nos sectores da indústria, construção, energia e água. A agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca registaram um "aumento ligeiro" no número de empregados.

A taxa de emprego situou-se nos 55,6 por cento, menos 1,0 ponto percentual do que no trimestre homólogo de 2009.

As taxas de desemprego mais elevadas registaram-se no Algarve (13,6 por cento), Norte (12,5 por cento), Alentejo (11,1 por cento) e Lisboa (10,5 por cento), enquanto os valores mais baixos foram na Madeira (6,3 por cento), Açores (7,7 por cento) e no centro (7,9 por cento).

Face ao trimestre homólogo de 2009, o desemprego aumentou em todas as regiões, à excepção da Madeira, tendo as maiores subidas acontecido no Algarve (3,3 pontos percentuais), no norte (2,4 pontos percentuais) e em Lisboa (1,4 pontos percentuais).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.