TAP altera estratégia comercial e reduz 34% em média as tarifas mais baixas a partir de hoje

TAP altera estratégia comercial e reduz 34% em média as tarifas mais baixas a partir de hoje

 

Lusa/AO Online   Economia   1 de Set de 2016, 06:53

A TAP avança hoje com uma nova política comercial e passa a concorrer com as companhias low cost, ao aplicar uma redução média de 34% ao nível das tarifas mais baixas, divulgou hoje a companhia aérea.

 

Com uma redução média de 34% no nível tarifário mais baixo – Discount – a partir de hoje, a companhia oferece preços a partir de 32 euros por percurso, já com taxas incluídas, para destinos na Europa e no Norte de África (Argélia e Marrocos).

“A TAP passa desta forma a competir no segmento das tarifas mais baixas do mercado, cabendo a cada cliente escolher, de forma simples e transparente, o nível de serviço que melhor se adequa à sua viagem e pagando apenas o preço correspondente ao tipo de produto que valoriza”, refere a transportadora, em comunicado.

As reservas podem ser feitas a partir de hoje através da página da companhia, em www.flytap.com, ou do agente de viagens, para viagens a efetuar a partir do dia 01 de outubro.

“Esta mudança insere-se no âmbito das medidas definidas no Plano Estratégico da TAP, que abrange, entre outras, o programa de remodelação da sua frota de médio curso com vista a melhorar os interiores de cabina dos aviões e a proporcionar mais conforto ao cliente”, destaca a empresa.

Com início a partir de meados de setembro, esse programa envolve um investimento da ordem dos 40 milhões de euros, segundo a TAP.

Os clientes passam a dispor de quatro opções para viajar em económica e duas em executiva às quais correspondem seis tarifas com serviços e ofertas diferentes.

De acordo com alguns exemplos facultados pela TAP, comparativos da redução do preço na tarifa mais baixa, para destinos na Europa, através de compras ‘online’, um passageiro que pretenda um voo para Londres, com partida de Lisboa, e que o tenha comprado até hoje, pagou 69,42 euros. Já um passageiro que pretenda comprar o mesmo voo passa a pagar, a partir de hoje, 39 euros, ou seja, terá uma redução média da tarifa de 44%.

No caso de um voo Lisboa-Paris, a partir de hoje o passageiro paga 33 euros, equivalente a uma redução média de 28%, face aos 44,42 euros pagos pelo mesmo voo comprado até à data.

Um voo Lisboa-Valência passa, a partir de hoje, a custar 59 euros, cerca de 37% inferior ao valor de 94,42 euros pago por quem efetuou a compra até 01 de setembro.

Já uma ida a Bruxelas, a partir de Lisboa, passa a custar 35 euros, ou seja, cerca de 33 % menos que os 52,42 euros pagos por quem comprou o voo até à data de hoje.

Por último, aqueles que comprarem um voo para Frankfurt, a partir de Lisboa, passam a pagar 60 euros, menos 53% face aos 127,42 euros pagos por quem comprou o mesmo voo, antes do dia de hoje.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.