Tanques de combustível do aeroporto da Horta contaminados


 

AO Online/Gacs   Regional   9 de Ago de 2012, 09:24

A Secretaria Regional da Economia teve conhecimento, esta quarta-feira, da contaminação dos tanques de combustível e circuito de abastecimento segregado de JET-A1 ao aeroporto da Horta, situação que impede o normal abastecimento de aeronaves naquela infraestrutura.

De imediato foram transmitidas orientações a SATA, Gestão de Aeródromos para que disponibilizasse as estruturas instaladas no aeroporto do Pico de forma a assegurar o rápido abastecimento das aeronaves.

Na sequência destes contactos à SATA foi informada, pela concessionária Bencom, responsável pela gestão do Parque de Combustíveis do Aeroporto do Pico, de que essa pretensão não poderia ser concretizada por ainda não estar concluído o processo de contratação junto da BP.

A Secretaria Regional da Economia, apesar de compreender os motivos invocados pela empresa Bencom, não pode deixar de lamentar a morosidade com que se tem processado a formalização da contratação junto da BP dado que todos os procedimentos relativos à vistoria e certificação do Parque de Combustíveis do Aeroporto do Pico estão há muito concluídos.

De recordar que este é um processo da exclusiva responsabilidade da empresa concessionária do parque de combustíveis instalado naquele aeroporto, tendo este departamento transmitido orientações à SATA, Gestão de Aeródromos para desencadear os respetivos mecanismos de análise das eventuais sanções a aplicar.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.