Surfistas de ondas gigantes constituem equipa para enfrentar 'canhão' da Nazaré


 

Lusa/AO online   Outras modalidades   3 de Nov de 2015, 16:51

O surfista havaiano de ondas gigantes Garret McNamara formou equipa com outros "corajosos" como ele para arriscarem surfar o "canhão" da Nazaré, num evento que se irá prolongar até fevereiro e será transmitido para todo o mundo.

A equipa, hoje apresentada num hotel em Belém, Lisboa, chama-se "Red Chargers", no sentido de ser aquele que procura o perigo, e é constituída por aqueles que vão arriscar surfar a onda gigante da Nazaré.

A quem aceitar o desafio de ser um "red charger", terá como líder o recordista mundial de ondas gigantes Garret McNamara e, como parceiros de grupo, os brasileiros Carlos Burle, Pedro Scooby e Maya Gabeira,o inglês Andrew Cotton e os portugueses Hugo Vau e João Macedo, entre outros.

Durante o inverno, os surfistas vão procurar, na Praia do Norte, as condições certas do mar para percorrer aquela que é tida como "a maior onda do mundo", num período de espera que termina a 29 de fevereiro.

McNamara contou hoje que a constituição da equipa e do evento é "um sonho tornado realidade".

O surfista, que já fez da Nazaré a sua segunda casa e que se tem esforçado para projetar a região em nome das ondas gigantes da Praia do Norte, adiantou que esta será a melhor forma para projetar os surfistas e a economia portuguesa.

A sua mulher, Nicole, uma das impulsionadoras do evento, explicou que o grande objetivo do evento é "dar a cara de cada surfista e contar as suas histórias de vida, que são incríveis, para deixarem de ser só ‘aquele que ali vai na onda gigante’".

Por isso, acrescentou, a partir de hoje, e durante os próximos meses, o evento será transmitido em direto online para todo o mundo e enquanto se aguarda pelo "dia certo", serão apresentados documentários sobre cada surfista que vai arriscar surfar a onda gigante.

Os admiradores das ondas gigantes e dos seus protagonistas poderão ainda votar no seu "red charger" preferido, sendo que os mais votados serão submetidos à escolha dos próprios surfistas que irão eleger o vencedor.

Os surfistas, presentes hoje na apresentação do evento, dizem-se preparados e ansiosos pelo ‘canhão’ da Nazaré, o momento pelo qual esperam e trabalham todo o ano.

Maya Gabeira vai, pela primeira vez, regressar ao mar da Praia do Norte, após o acidente de 2013, quando ficou inconsciente depois de ter sido ‘engolida’ por uma das ondas gigantes.

O trauma, segundo disse à agência Lusa, não desapareceu, mas mostrou-se "feliz" por se sentir preparada.

"Acho que o trauma nunca vai desaparecer, nunca se esquece, mas sinto-me bem. Tenho estado a surfar já há um mês, mas ainda tenho de ganhar mais experiência e observar mais", afirmou.

Carlos Burle, que socorreu a sua compatriota há dois anos, recordou o momento e sublinhou a importância de estar garantido o apoio dos outros elementos da equipa e, aos outros surfistas, manifestou-lhes o desejo: "que surfam a maior onda das suas vidas e que saiam vivos delas".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.