Suíça quer decisão definitiva dos tribunais antes de extraditar Polanski


 

Lusa / AO online   Internacional   12 de Fev de 2010, 16:38

As autoridades suíças disseram que não extraditarão o realizador Roman Polanski para os Estados Unidos até os tribunais de Los Angeles decidirem definitivamente que ele tem de ser julgado num caso de abuso sexual com 32 anos.
A justiça norte-americana quer julgar o cineasta por ter abusado sexualmente de uma rapariga norte-americana de 13 anos em 1977.

O Ministério da Justiça suíço considera não fazer sentido extraditar Polanski quando o realizador está a tentar resolver a situação através de um julgamento à revelia.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.