STCP com 188 autocarros "verdes" até 2020 num investimento de 47,5ME

STCP com 188 autocarros "verdes" até 2020 num investimento de 47,5ME

 

Lusa / AO online   Economia   21 de Abr de 2018, 11:52

A rede de autocarros da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) vai ter, até 2020, 188 viaturas "verdes" na sua frota, num investimento global de 47,5 milhões de euros, foi hoje anunciado pelo conselho de administração da empresa.


Em causa está a compra de veículos 100% elétricos e da nova geração de gás natural. Esta tarde, o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, acompanhado de autarcas da Área Metropolitana do Porto (AMP), fizeram a primeira viagem num autocarro "verde".

Este ano, está previsto que entrem em funcionamento 50 veículos desta nova frota (15 elétricos e 35 a gás natural), em 2019, entram em circulação mais 60 e em 2020, entram ao serviço mais 78, totalizando os 188.

"A STCP irá abater 188 autocarros, o mesmo número que agora se propõe substituir neste investimento, aumentando para 81% do total, a percentagem dos veículos verdes da frota", lê-se no dossier distribuído à imprensa.

O projeto foi cofinanciado pelo PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

Três dos novos autocarros entraram hoje em circulação nas linhas 201 Aliados-Viso, 302 Aliados-Damião de Góis e 303 Circular Praça-Constituição.

João Pedro Matos Fernandes admitiu que este investimento é "fundamental para melhorar as condições de mobilidade da AMP", sublinhando o facto de se tratar de uma escolha "muito mais eficiente do ponto de vista ambiental".

O ministro do Ambiente também apontou que este é "um importante contributo para os compromissos que Portugal tem no âmbito do acordo de Paris", referindo-se ao facto de o país ter de reduzir em 25% as emissões atmosféricas até 2030.

O governante enumerou outros investimentos, nomeadamente na empresa Carris, em Lisboa, e apontou que em maio será aberto um aviso de mais 18 milhões de euros para comprar mais autocarros 'verdes'.

Tendo como presidente do conselho de administração Paulo de Azevedo, a STCP é agora gerida por seis municípios da AMP - Porto, Vila Nova de Gaia, Maia, Matosinhos, Gondomar e Valongo - algo recordado e valorizado pelo presidente da área metropolitana, Eduardo Vítor Rodrigues, que aproveitou a cerimónia para deixar um desafio ao Governo.

"Continuem a acreditar nos municípios", disse, lembrando o processo de descentralização.

Já o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, reforçou "a sustentabilidade dos novos autocarros", mostrando-se confiante de que "com mais conforto e com melhorias para o meio ambiente, os utentes voltem a confiar nos transportes públicos".



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.