Liga Zon Sagres

Sporting vinga derrota na Taça e bate Vitória de Setúbal

Sporting vinga derrota na Taça e bate Vitória de Setúbal

 

Lusa/AO online   Futebol   20 de Dez de 2010, 20:35

O Sporting isolou-se no terceiro lugar da Liga Zon Sagres de futebol, ao vencer em casa do Vitória de Setúbal por 3-0, em jogo que encerrou a 14ª jornada da prova
Dois golos de Yannick Djaló e um de Abel garantiram o triunfo do Sporting por 3-0 frente ao Vitória de Setúbal, no jogo que encerrou a 14ª jornada da Liga Zon Sagres de futebol.

A render o castigado Hélder Postiga, Yannick Djaló soube aproveitar a oportunidade e marcou dois tentos, aos 20 e 56 minutos, tendo Abel, aos 39 , também anotado o seu tento.

Proibido de perder pontos, sob pena de fazer subir ainda mais a contestação dos adeptos, o treinador do Sporting colocou Abel como lateral direito e voltou a apostar em João Pereira no meio-campo, enquanto Yannick Djaló substituiu o castigado Hélder Postiga.

E foi Yannick Djaló que deu vantagem aos leões, aos 20 minutos, correspondendo da melhor forma a um cruzamento da direita do chileno Valdés. O avançado do Sporting recebeu a bola, rodopiou sobre si próprio e rematou sem hipóteses para o guarda-redes Diego.

A perder, o treinador do Vitória de Setúbal, Manuel Fernandes, trocou de imediato um defesa por um avançado, fazendo entrar Henrique para o lugar de Anderson, mas a substituição não surtiu efeito, porque Abel, com um remate rasteiro à entrada da grande área, aos 39 minutos, colocou o Sporting a vencer por 2-0, resultado com que se chegou ao intervalo.

Na etapa complementar, o Vitória de Setúbal, que tão boa imagem tinha dado no jogo da Taça de Portugal – em que venceu o Sporting por 2-1 –, caiu ainda mais de produção, permitindo aos "leões" gerirem a partida como mais lhe convinha.

Mais seguro e mais ofensivo, o Sporting chegou sem surpresa ao 3-0, na sequência de uma jogada rápida de Liedson e João Pereira, com este último a oferecer o terceiro golo da partida a Yannick Djaló.

A melhor oportunidade da equipa sadina surgiu aos 68 minutos, quando Sassá rematou forte já dentro da grande área, mas Rui Patrício, com uma boa defesa, evitou o golo.

Já em tempo de descontos, um livre de Cláudio Pitbull, muito apagado durante toda a partida, também poderia ter dado o golo de honra aos sadinos, mas Rui Patrício, com mais uma grande defesa, garantiu a inviolabilidade da baliza "leonina".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.