Liga Europa

Sporting garante os 16 avos-de-final

Sporting garante os 16 avos-de-final

 

Lusa/AOnline   Futebol   1 de Dez de 2010, 20:36

O Sporting garantiu a passagem aos 16 avos de final da Liga Europa de futebol com um triunfo sem brilho sobre o Lille, por 1-0, na quinta jornada do Grupo C

Os leões, que já podiam ter alcançado tal feito na última ronda, no campo do Gent (derrota por 3-1), fizeram uma exibição descolorida, mas suficiente para seguir em frente na prova, naquela que foi a 100ª vitória do clube nas competições europeias.
No Estádio de Alvalade, o defesa brasileiro Anderson Polga marcou o único tento da partida, aos 28
minutos, e ajudou a sua equipa a garantir também o primeiro lugar do Grupo C, com 12 pontos.
O Sporting tem que agradecer a Rui Patrício e ao seu poste direito que, miraculosamente, impediram que o
Lille, segundo classificado do campeonato francês, alcançasse o empate.
Com pouco público em Alvalade, o brasileiro Túlio esteve perto de ainda gelar mais as bancadas leoninas
quando, em boa posição, atirou à figura de Rui Patrício, naquele que foi o único lance de registo dos franceses na primeira parte.
A partir daí, o Sporting, mesmo sem deslumbrar, pegou na partida e Anderson Polga deu o primeiro aviso c
om um cabeceamento à barra, na sequência de um canto, aos 13 minutos.
O defesa brasileiro, pouco habituado a fazer o gosto ao pé, voltaria a subir no terreno aos 28 minutos e aí
conseguiu mesmo marcar, outra vez no seguimento de um canto, num lance com muitas culpas para a defesa do Lille.
Em desvantagem, o vice-líder do campeonato francês continuou sem dar muito trabalho a Patrício e foi o
Sporting que esteve perto de ampliar a vantagem por Yannick Djaló, que, após boa jogada individual, “assustou-se” no frente a frente com Landreau e permitiu a defesa do internacional gaulês.
A equipa leonina regressou do intervalo mais “tímida”, oferecendo o controlo da partida ao Lille e
apostando em jogadas de contra-ataque, mas quase sempre sem sucesso.
Os franceses apareceram mais atrevidos, com o metro e 93 de Túlio a dar muito trabalho a Polga e Carriço,
mas sempre sem conseguir acertar na baliza de Patrício.
Numa segunda parte bastante fraca, o Sporting foi deixando passar o tempo e por pouco pagava caro essa
atitude, quando, aos 83 minutos, os franceses acertaram no poste e miraculosamente o guarda-redes “leonino” conseguiu defender a recarga, numa jogada confusa.
Até final, o Lille arriscou mais no ataque, mas sempre sem acertar no alvo, enquanto o Sporting mostrou q
ue tem urgentemente que melhorar a construção de jogadas de contra-ataque.
Só Vukcevic, já em tempo de descontos, criou algum perigo, com um livre do meio da rua, que ainda
embateu na barra da baliza de Landreau.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.