Sporting foi perdulário mas regressou às vitórias diante do Feirense

Sporting foi perdulário mas regressou às vitórias diante do Feirense

 

Lusa/AO online   Futebol   12 de Fev de 2018, 09:01

O Sporting recebeu e venceu o Feirense, por 2-0, num encontro da 22.ª jornada da I liga de futebol, em que desperdiçou inúmeras oportunidades de golo e só conseguiu assegurar os três pontos já perto do fim.

Após duas derrotas consecutivas e nenhum golo marcado, no terreno do FC Porto (1-0), na primeira mão da Taça de Portugal, e na última jornada do campeonato, na visita ao Estoril Praia (2-0), os golos de William Carvalho (78) e de Fredy Montero (90+1) voltaram a colocar os ‘leões' na rota dos triunfos.

Os ‘leões' mantêm-se colados ao Benfica na terceira posição da classificação, com 53 pontos, e a dois do líder FC Porto, que lidera com 55, mas com um encontro por terminar, frente ao Estoril Praia.

Sem Fábio Coentrão e Marcos Acuña, castigados, e privado de Bas Dost, lesionado, Jorge Jesus voltou ao seu esquema habitual 4x4x2, mas foi obrigado a mexer, apostando em Bruno César no lado esquerdo da defesa e colocando Bryan Ruiz na posição do argentino. No meio-campo fez regressar William Carvalho e no ataque estreou a dupla Montero e Doumbia.

O Feirense, de Nuno Manta Santos, vinha igualmente de duas derrotas, ambas por 2-1, frente a Paços de Ferreira e Desportivo de Chaves.

A entrada do Sporting no encontro não podia ser mais esclarecedora de que o mau momento vivido em Alvalade tinha que ser invertido a todo o custo. Só nos primeiros 15 minutos os ‘leões' tiveram à mercê quatro oportunidades de golo, duas delas desperdiçadas por Doumbia.

O habitual suplente do goleador holandês Bas Dost apresentou evidentes momentos de falta de confiança para finalizar. Primeiro, William, de livre, colocou a bola no avançado costa-marfinense, que se mostrou lento na ‘cara’ de Caio e permitiu o corte do central ‘fogaceiro'. Depois, numa transição rápida conduzida pelo italiano Piccini, repetiu o desperdício no frente a frente com o guarda-redes.

Pelo meio, o central Mathieu cobrou um livre direto, obrigando a nova intervenção apertada de Caio, que viria a esticar-se novamente para defender um remate com selo de golo de Bryan Ruiz.

O Sporting estava cada vez mais perto de desfazer o ‘nulo’, quando apareceu um momento de incerteza em Alvalade. Doumbia, à terceira tentativa, colocou a bola dentro da baliza, numa jogada bem combinada com Montero. Porém, o juiz Luís Ferreira anulou o tento aos ‘leões' com recurso ao videoárbitro, por falta de Bruno Fernandes no lance.

Os ‘fogaceiros', completamente destemidos e num raro momento de desconcentração da defesa ‘leonina', estiveram muito perto de tornar a injustiça no resultado ainda maior, quando Edson Farias cruzou para o cabeceamento tenso de Luís Machado. Valeu ao Sporting a estirada de Rui Patrício a evitar o golo que parecia certo.

Contudo, a noite estava a ser demasiado azarada para Doumbia, para desespero de Jorge Jesus e dos companheiros. Desta vez, chegou tarde para a emenda à boca da baliza a passe de William, numa jogada em que Coates também não acreditou, deixando a bola passar.

Durante toda a primeira parte, Caio foi o protagonista e, com alguma sorte à mistura, segurou o massacre ‘leonino' e voltou a ‘negar' o golo a Mathieu e Bruno Fernandes, tendo visto ainda Bryan Ruiz surgir sozinho a cabecear por cima.

A segunda parte foi bem menos eletrizante e com abrupta redução nas ocasiões de golo para ambas as partes, com a melhor oportunidade a pertencer ao Feirense, através de Ebson Farias, com um remate defendido por Patrício para o poste.

Jorge Jesus estava visivelmente desesperado no banco perante tanta ineficácia, apesar do domínio avassalador da sua equipa. O técnico acabou mesmo por promover duas estreias, colocando o avançado português Rafael Leão no lugar de Bryan Ruiz e Lumor no de Bruno César.

As alterações deram outra vida ao ataque ‘leonino' e, finalmente, o Sporting conseguiu marcar. Bruno Fernandes cobrou o canto de forma tensa para médio William Carvalho assinar o seu primeiro golo no campeonato, aos 78 minutos.

Já em tempo de compensação, o ‘reforço' colombiano Montero ainda fez o gosto ao pé ao selar a vitória ‘verde e branca' e assinalando o seu primeiro golo desde que regressou ao clube, em janeiro.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.