Sporting em "estado de choque" na Bélgica

Sporting em "estado de choque" na Bélgica

 

Lusa/AO online   Futebol   23 de Out de 2012, 09:51

O Sporting, ainda mais afundado na crise desportiva ao ser eliminado da Taça de Portugal e ainda sem "timoneiro" técnico definido, visita na quinta-feira os belgas do Genk, na terceira ronda dos grupos da Liga Europa de futebol.

Os “leões” somaram três derrotas seguidas e já não comemoram uma vitória há um mês, desde o sofrido triunfo na receção ao Gil Vicente (2-1), a contar para a quarta ronda da I Liga.

Ao todo, em 11 partidas oficiais, o conjunto lisboeta só ganhou duas vezes, avolumando seis empates e sofrendo três derrotas.

Ainda com Sá Pinto como treinador, o último compromisso na Liga Europa, uma deslocação ao recinto dos húngaros do Videoton, saldou-se por uma derrota, por 3-0.

Já com Oceano como técnico interino, os “verde e brancos” saíram derrotados da visita ao FC Porto (2-0), na sexta ronda do campeonato luso, e foram surpreendidos este fim de semana na deslocação a Moreira de Cónegos (2-3, após prolongamento), na terceira eliminatória da Taça de Portugal.

Na 12.ª posição da I Liga, com seis pontos em seis partidas, o Sporting praticamente já só pode aspirar a alguma coisa internamente na Taça da Liga.

Na Europa, os “leões” ainda dependem de si para conseguirem uma das duas “vagas” para os 16 avos de final da prova, embora segurem a “lanterna vermelha” do Grupo G, dominado precisamente pelo adversário belga, com quatro pontos, face a três do Videoton e dois do FC Basileia.

No Grupo B, a Académica de Coimbra vai ter pela frente o atual campeão e líder da “poule”, o Atletico de Madrid, “apetrechado” com antigo goleador do FC Porto, o colombiano Falcao, melhor marcador da prova nas duas últimas edições, nas quais conseguiu erguer o troféu com a camisola dos “dragões” e com a dos “colchoneros”.

Falcao apontou no fim de semana o nono golo em sete jornadas na liga espanhola, garantindo a vitória do conjunto madrileno sobre a Real Sociedad e a igualdade de pontos com o líder do campeonato, o FC Barcelona.

Os “estudantes” desenvencilharam-se do Ponte da Barca (III Divisão) e seguiram em frente na defesa da “sua” Taça de Portugal, mas encontram-se no 10.º posto da I Liga, ainda longe das exibições da temporada anterior, que os colocou na Europa 41 anos depois.

O outro representante luso na segunda prova da hierarquia da UEFA, o Marítimo, tem feito uma carreira à semelhança da temporada anterior, seguindo no quinto lugar do campeonato e também ultrapassou o primeiro obstáculo na Taça de Portugal, a Oliveirense (III Divisão).

Contudo, a carreira europeia dos madeirenses, iniciada com um empate caseiro (0-0) com os ingleses do Newcastle United, viu-se prejudicada com a derrota na visita aos belgas do Club Brugge (0-2).

No Funchal, os comandados de Pedro Martins vão enfrentar os franceses do Bordéus, atualmente no segundo posto do agrupamento D, com os mesmos três pontos do Club Brugge e a um do líder, Newcastle, enquanto o Marítimo está também no último posto.

Outras partidas a despertarem interesse são as do equilibrado Grupo J, com os treinadores portugueses e ex-responsáveis técnicos do FC Porto, André Villas-Boas e Jesualdo Ferreira, a tentarem tirar o Tottenham Hotspur e o Panathinaikos das duas últimas posições.

O conjunto londrino vai visitar os eslovenos do Maribor, enquanto a equipa grega vai receber o líder da “poule”, os italianos da Lazio.

O emblema romano comanda a tabela, com quatro pontos, seguido do Maribor (três pontos), ao passo que os “Spurs” têm dois e os atenienses ainda só têm um.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.