Angola

Sonangol admite entrada directa no capital da Galp

Sonangol admite entrada directa no capital da Galp

 

Lusa / AO online   Economia   25 de Fev de 2010, 11:13

O presidente da petrolífera angolana, Sonangol, admitiu esta quinta-feira interesse em entrar de forma directa no capital da Galp mas afastou a possibilidade de ocupar o lugar da italiana ENI, que detém 33 por cento da empresa.
Manuel Vicente disse, em Luanda, que não afasta uma entrada directa da Sonangol no capital da Galp, onde actualmente está através da Amorim Energia, mas justifica o afastamento da eventual aquisição da participação da ENI por acreditar que "isso não seria bem visto em Portugal".

"A Galp é um assunto delicado, há rumores a circular, que a Petrobras vai entrar, que a ENI vai sair… Uma entrada directa da Sonangol na Galp é uma possibilidade, se o governo de Angola assim o anuir e o Governo português também, é uma possibilidade que encaramos muito vivamente", sublinhou Manuel Vicente.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.