Sócrates diz que encontro foi "verdadeiramente extraordinário"


 

Lusa   Nacional   9 de Dez de 2007, 11:47

O Presidente em exercício da União europeia, José Sócrates, considerou hoje que a Cimeira UE/África foi «verdadeiramente extraordinária» e que o seu resultado superou um impasse de muiitos anos.
Sócrates recordou que a II cimeira UE/África conseguiu reunir quase todos os líderes europeus e africanos em Lisboa e que ela «foi capaz de encontrar um lugar na história».
Para o chefe do governo português, a cimeira decorreu «olhos nos olhos» e que a «ideia mais repetida e partilhada é que esta cimeira foi um virar de página».
Antes, o Presidente em exercício da União Africana (UA), John Koufor, expressou gratidão a Portugal, e sobretudo ao Primeio-Ministro José Sócrates pela «fantástica hospitalidade e forma como foram organizados os trabalhos da cimeira».
A relação entre a União Europeia e a União Africana que resultou da cimeira de Lisboa ultrapassa em muito, para o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, "uma relação entre políticos e diplomatas: relança também relação humana entre os dois lados do Mediterrâneo".
Durão Barroso considerou que "seria difícil encontrar uma melhor ponte entre os dois continentes do que Lisboa". E disse considerar-se muito honrado, enquanto presidente da Comissão Europeia, por ter participado no esforço para estreitar as relações entre os países europeus e africanos.
"Vivemos um momento muito importante", disse Durão Barroso. "Desta cimeira sai um plano de acção para os próximos três anos, contemplando as áreas das migrações, da energia, dos direitos humanos, das alterações climáticas e da investigação científica".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.