Sobe para 55 o número de feridos registado desde 4.ª feira devido aos incêndios

Sobe para 55 o número de feridos registado desde 4.ª feira devido aos incêndios

 

LUSA/AO Online   Nacional   15 de Ago de 2017, 15:27

O número de feridos registados desde quarta-feira devido aos incêndios subiu para 55, com as ocorrências de Louriçal do Campo e Vila de Rei a serem as que mais operacionais mobilizam no terreno, segundo a Proteção Civil.

No primeiro 'briefing' do dia, realizado pelas 09:00, em Lisboa, a adjunta de operações da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), Patrícia Gaspar, revelou que, destes 55 feridos, 51 são leves e quatro graves, e que são contabilizados desde quarta-feira, dia em que começou o primeiro incêndio em Abrantes e teve início o maior número de ocorrências. Segundo Patrícia Gaspar, na segunda-feira registaram-se 148 incêndios, descendo assim o número registado nos últimos dias, que tinha sido superior a 200 ocorrências. Destes 148 incêndios, os distritos com maior número foram Porto (47), Braga (14) e Viseu (14). Desde as 00:00 de hoje, registaram-se 30 ocorrências, entre as quais se contabilizam as de maior dimensão em Louriçal do Campo e Vila de Rei (Castelo Branco). Estas duas ocorrências estão a mobilizar mais de mil operacionais. De acordo com Patrícia Gaspar, na segunda-feira foram acionados Plano Municipais de Emergência da Proteção Civil, subindo para seis os que estão atualmente em vigor. No terreno, permanecem 620 militares da Marinha, do Exército e da Força Aérea e os meios aéreos continuam a contar com o apoio do avião de Marrocos e dos oriundos de Espanha. Das várias vias que na segunda-feira estiveram encerradas, apenas a Estrada Nacional (EN) 18, junto à área que arde no Fundão, se encontra encerrada.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.