Sismo no sudoeste da China faz pelo menos um morto

Sismo no sudoeste da China faz pelo menos um morto

 

Lusa/AO online   Internacional   7 de Out de 2014, 18:11

Um sismo fez pelo menos um morto e vários feridos na província chinesa de Yunnan, no sudoeste do país, onde se encontram já militares e bombeiros para as operações de socorro, noticiou a imprensa estatal.

 

O abalo de terra que ocorreu às 21:49 locais (14:49 em Lisboa) teve uma magnitude de 6,6 graus na escala de Richter, segundo o centro de sismologia chinês.

Por sua vez, o Instituto Norte-Americano de Geofísica (USGS) estimou a intensidade do sismo em 5,8 graus, revendo posteriormente a sua avaliação para 6.

O epicentro do tremor de terra foi localizado a 85 quilómetros da cidade de Pu’er, situada numa região célebre pelas suas plantações de chá.

O abalo telúrico fez pelo menos um morto e três feridos, de acordo com a página na Internet do Diário do Povo.

Igualmente sentido na cidade de Kunming, capital provincial de Yunnan, o sismo foi seguido de uma série de réplicas.

O plano de emergência em caso de sismo, que prevê o envio imediato de equipas de socorro e sapadores-bombeiros para a zona atingida, bem como a mobilização de militares para a região, foi ativado, indicou a imprensa em Pequim.

Segundo um porta-voz do departamento de propaganda de Pu’er, citado pela imprensa, os habitantes desse distrito saíram para a rua em grande número, depois de terem sentido o forte abalo quando se encontravam dentro de suas casas.

As primeiras fotografias publicadas nas redes sociais mostram casas destruídas, paredes rachadas, telhas que caíram dos telhados, bem como habitantes concentrados durante a noite fora de casa.

As redes de telecomunicações ficaram parcialmente cortadas, de acordo com a agência de notícias Nova China.

As regiões montanhosas do sudoeste da China, e nomeadamente as províncias de Yunnan e de Sichuan, são regularmente atingidas por tremores de terra.

Yunnan ficou enlutado no início de agosto devido a um sismo que fez cerca de 600 mortos.

A província de Sichuan, uma das mais populosas da China, foi atingida em maio de 2008 por um sismo devastador que fez cerca de 87.000 mortos e desaparecidos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.