Debate quinzenal

"Sinto-me sozinho a puxar pelo País" diz Socrates

"Sinto-me sozinho a puxar pelo País" diz Socrates

 

Lusa / AO online   Nacional   25 de Jun de 2010, 11:55

O primeiro-ministro recusou-se esta sexta-feira a comentar o discurso crítico feita na véspera pelo Presidente da República, alegando desconhecê-lo, mas referiu que muitas vezes se sente sozinho a puxar pela confiança e as energias do país.
“Muitas vezes sinto-me sozinho a puxar pelas energias do país e acho que o negativismo e o catastrofismo, próprio da lógica do quanto pior melhor, não terá sucesso”, declarou José Sócrates aos jornalistas no final do debate quinzenal, na Assembleia da República.

Cavaco Silva defendeu quinta-feira que o país se encontra “numa situação económica insustentável”, bastando para tal “ter presente a evolução de três variáveis: o desequilíbrio das contas externas, a dimensão da dívida externa e o pagamento ao exterior de juros e outros rendimentos”.

Confrontado com esta posição do Presidente da República, o primeiro-ministro afirmou que desconhecê-la, mas referiu que o dever de todos os políticos “é nunca desistirem da confiança”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.