Educação

Sindicatos contra proposta do PP sobre fixação de professores

Sindicatos contra proposta do PP sobre fixação de professores

 

Lusa / AO online   Regional   9 de Mar de 2010, 15:24

Os dirigentes dos dois sindicatos de professores dos Açores rejeitaram a proposta do CDS/PP para criar uma prioridade na colocação de docentes que optem por ficar seis anos nas ilhas mais pequenas do arquipélago.
“Esta proposta subverte a gradação profissional e os seis anos são um factor de agravamento da precariedade do trabalho, sendo mais útil propor incentivos à fixação de docentes”, defendeu António Lucas, do Sindicato dos Professores da Região Açores.

No mesmo sentido, Fernando Fernandes, do Sindicato Democrático dos Professores, para além de considerar os incentivos uma melhor opção, defendeu que “não se verificam diferenças na mobilidade entre as ilhas mais pequenas e as maiores".

O deputado regional do PP/Açores, Paulo Rosa, apresentou hoje na Comissão de Assuntos Sociais da Assembleia Legislativa Regional uma proposta de alteração legislativa para potenciar a fixação dos professores nas denominadas 'Ilhas da Coesão', as mais desfavorecidas do arquipélago.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.