Consulados

Sindicato Trabalhadores Consulares contesta congelamento salarial


 

Lusa / AO online   Nacional   2 de Fev de 2010, 14:48

O Sindicato dos Trabalhadores Consulares e das Missões Diplomáticas (STCDE) contestou esta terça-feira o congelamento dos salários dos funcionários públicos e admite vir a encetar formas de luta contra as discriminações de que dizem ser alvo.
"Muito provavelmente, este ano, as nossas necessidades seriam superiores à Administração Pública", disse à Agência Lusa o secretário-geral do STCDE, Jorge Veludo.

Além do congelamento dos salários, da não realização de concursos para progressão nas carreiras e da não actualização salarial, o sindicalista considera que "o mais escandaloso de todos" é a existência de 230 trabalhadores dos quadros do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) "que ganham menos do que o salário mínimo nacional".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.