Greve

Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos diz que adesão é de 44%

Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos diz que adesão é de 44%

 

Lusa/AO online   Regional   30 de Nov de 2010, 16:48

O Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos anunciou uma adesão de 44 por cento à greve que esta terça-feira decorre nos Açores, onde se encontram fechados sete dos 22 serviços existentes no arquipélago.
Os dados disponibilizados pelo sindicado indicam que estão em greve 94 dos 211 trabalhadores dos impostos nos Açores, acrescentando que outros 29 estão ausentes por motivos diversos e apenas 88 estão ao serviço hoje.

Ainda segundo o sindicato, estão encerrados devido à greve os serviços de finanças da Calheta (S. Jorge), Santa Cruz (Graciosa), Praia da Vitória (Terceira), Lajes e Santa Cruz (Flores), Madalena (Pico) e Ribeira Grande (S. Miguel).

Os restantes 15 serviços de finanças do arquipélago dos Açores estão a funcionar.

Os trabalhadores dos impostos iniciaram a 3 de Novembro uma greve que começou com uma paralisação nacional e depois tem vindo a decorrer em cada um dos distritos do país, culminando hoje com uma greve nos Açores e no Porto.

O reinício das negociações das carreiras, a realização de concursos para o grau 5 e da avaliação permanente e o pagamento de ajudas de custo para quem se desloque em trabalho ou formação são algumas das reivindicações dos trabalhadores deste sector.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.