Emprego

Sindicato denuncia "disparidade de vencimento" entre IPSS e função pública

Sindicato denuncia "disparidade de vencimento" entre IPSS e função pública

 

Lusa / AO online   Regional   19 de Jan de 2010, 10:04

O coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP) nos Açores, Francisco Pimentel, denunciou a existência de uma “sangria” de transferências de trabalhadores das instituições particulares de solidariedade social (IPSS) para a função pública.
O dirigente sindical, que entregou segunda-feira uma cópia do Caderno Reivindicativo do SINTAP ao presidente da Assembleia Legislativa dos Açores e aos grupos parlamentares, lamentou esta situação, que considerou ser resultado da “disparidade de vencimentos” que se verifica entre as IPSS e a função pública.

Para Francisco Pimentel, “não faz sentido” que os trabalhadores das IPSS aufiram vencimentos inferiores aos colegas que “desempenham as mesmas funções” na administração pública, frisando que essa situação gera “desmotivação”.

O SINTAP/Açores propõe, por isso, aumentos salariais para os trabalhadores das IPSS na ordem dos três por cento, além da revalorização remuneratória da carreira técnica superior.

Francisco Pimentel salientou ainda que o sindicato está também preocupado com o sistema de avaliação de desempenho dos trabalhadores da função pública, discordando da existência de quotas na atribuição das classificações de serviço mais elevadas.

O SINTAP/Açores anunciou também que vai propor à Secretaria Regional da Saúde a abertura de processos negociais com os hospitais de Angra, Horta e Ponta Delgada, com o objectivo de celebrar acordos de empresa que permitam abranger os trabalhadores com contratos individuais de trabalho.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.