Shell vai despedir 2.800 trabalhadores com a integração da BG


 

Lusa/AO Online   Economia   14 de Dez de 2015, 13:11

A petrolífera anglo-holandesa Shell anunciou hoje que vai suprimir 2.800 empregos no âmbito do processo de integração da BG, que comprou no mês de abril passado por 47.000 milhões de libras (65.000 milhões de euros).

A Shell explicou em comunicado que a supressão daquele número de postos de trabalho - equivalente a 3% da força de trabalho, contando com os trabalhadores da empresa da área da energia BG - irá somar-se aos outros 7.500 despedimentos que já anunciou e que abrangerão todo os lugares da companhia no mundo.

A empresa com sede na cidade de Haia, na Holanda, considera que “esta reestruturação é necessária para atingir os lucros esperados com a integração” das duas companhias, cujo processo estará concluído no início de 2016.

A energética BG alcançou um lucro de 2.363 milhões de dólares (2.152 milhões de euros) nos primeiros nove meses deste ano, menos 40,7% que em igual período do ano passado, devido, sobretudo, à queda do preço do petróleo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.