Seul e Washington iniciam manobras após escalada de tensão com Pyongyang


 

Lusa/AO Online   Internacional   21 de Ago de 2017, 07:50

Os exércitos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos iniciaram hoje as manobras anuais numa altura marcada pela recente escalada de tensão entre Pyongyang e Washington, a mais grave vivida na península coreana nos últimos anos.

Desta vez vão participar nas manobras "Ulchi Freedom Guardian" 50.000 militares sul-coreanos, à semelhança do ano passado, enquanto os Estados Unidos vão destacar 17.500 soldados (três mil dos quais estacionados fora da Coreia do Sul), o que corresponde a menos 7.500 do que em 2016.

Os exercícios, que correspondem à maior simulação bélica computorizada do mundo, incluem este ano representantes de sete países (Austrália, Canadá, Reino Unido, Nova Zelândia, Holanda, Dinamarca e Colômbia) do Comando das Nações Unidas que tomou partido por Seul na Guerra da Coreia (1950-1953).

Estes exercícios, que duram até 31 de agosto, procuram ensaiar respostas conjuntas a uma hipotética invasão da Coreia do Sul pela Coreia do Norte.

 



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.