Setenta e cinco precários integrados nos quadros na administração pública dos Açores

Setenta e cinco precários integrados nos quadros na administração pública dos Açores

 

Lusa/AO online   Regional   11 de Set de 2017, 16:18

O vice-presidente do Governo dos Açores, Sérgio Ávila, anunciou que foram integrados nos quadros da administração pública regional 75 trabalhadores, exatamente o número de pessoas que solicitaram essa integração.

"Foram integrados nos quadros 75 trabalhadores, que corresponde exatamente ao número de pessoas que solicitaram essa integração e que cumpriam as regras que estavam na lei", disse à agência Lusa Sérgio Ávila, que hoje acompanha o presidente do executivo açoriano nas audições de parceiros sociais e partidos no âmbito da preparação do Plano e Orçamento regionais para 2018, que decorrem em Ponta legada, na ilha de São Miguel.

Em abril, Sérgio Ávila anunciou, no parlamento regional, na Horta, ilha do Faial, que iriam ser integrados nos quadros da administração pública regional até 150 trabalhadores "há mais de dois anos ou há mais de 28 meses em situação de contrato a prazo ou em prestação de serviço".

O governante adiantou hoje que, na ocasião, informou que "nesses 150 havia muitas situações que provavelmente não queriam", sobretudo "médicos em regime de prestação de serviços, como outros regimes de prestação de serviços que não correspondem a horários completos".

"Todas as situações precárias que existiam, definindo-se como precário aquele que tinha um contrato a termo certo há dois anos ou em prestação de serviço há três anos, foram todos integrados", frisou Sérgio Ávila.

Em março, o vice-presidente anunciou também que o executivo açoriano iria abrir este ano 350 novos concursos de admissão nos quadros da administração pública regional.

"Tendo em conta que a administração pública regional tem atualmente 253 trabalhadores com 65 ou mais anos e que existem mais 111 trabalhadores com baixa prolongada e com idade superior a 60 anos, gostaria de anunciar que o Governo dos Açores vai proceder ao longo deste ano à abertura de 350 novos concursos de admissão nos quadros da administração pública", afirmou Sérgio Ávila, na abertura do debate do Plano e Orçamento dos Açores para 2017, na Assembleia Legislativa Regional.

O governante adiantou que à data de hoje "estão já cumpridas as 350 autorizações de contratação, sendo 114 correspondentes a assistentes operacionais das escolas", explicando que "aquilo que era a meta" definida no Orçamento regional para este ano "já foi cumprida".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.