"Sete Sonhos de Pássaros" e "Requiem" noTeatro Micaelense


 

Lusa/AO online   Regional   10 de Dez de 2007, 11:38

A Companhia Portuguesa de Bailado Contemporâneo (CPBC) apresenta as coreografias de Vasco Wellenkamp "Sete Sonhos de Pássaros" e "Requiem" no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, a 14 e 15 de Dezembro.
     Com coreografia, concepção cenográfica e colagem musical de Vasco Wellenkamp, o fundador da CPBC e actual director da Companhia Nacional de Bailado, a peça "Sete Sonhos de Pássaros" tem figurinos de Liliana Mendonça e música de Kodally, Berio, Brian Eno, Levinas, e Bach.

    Esta coreografia foi inspirada pela leitura do poema persa de Farid Ud-din Attar "A Conferência dos Pássaros", uma obra que suscitou a Vasco Wellenkamp "imagens disformes de seres que, consciente ou inconscientemente, vão vagueando nos cenários que a imaginação artística elege", explica o artista numa nota de intenções.

    "A lucidez do pensamento diurno conseguiu esclarecer e afastar, momentaneamente, o absurdo dessas imagens, mas a força caleidoscópica dessa caótica estranheza voltava sempre no silêncio que antecede o sono, tomando o lugar da ordem e do método e obrigando-me a ceder", recorda ainda sobre a concepção da coreografia.

    Para Wellenkamp, "Sete Sonhos de Pássaros" tem sido "a mais intrigante" de todas as obras em que se envolveu: "Ao ponto de não ter bem a certeza de ter sido eu próprio a coreografá-la", observou.

    Na segunda parte do espectáculo, a companhia interpreta a peça "Requiem", também uma coreografia Vasco Wellenkamp, com música de Benjamim Britten (Sinfonia de Requiem) e figurinos de Liliana Mendonça.

    Nesta coreografia, inspirada no Requiem de Britten, os bailarinos exprimem o drama, a dor, o terror, a compaixão, e, finalmente, a aspiração ao amor eterno.

    Em palco estarão os bailarinos César Fernandes, Diana Quintas, Emilio Cervelló, Fábio Pinheiro, Gustavo Oliveira, Guzmán Rosado, Liliana Mendonça, Miguel Ramalho, Patrícia Henriques, Ricardo Teixeira, Rita Reis, Susana Lima e Teresa Alves da Silva.

    Actualmente, a CPCB tem direcção artística do bailarino e coreógrafo Pedro Goucha Mendes, convidado este ano por Vasco Wellenkamp a liderar a companhia na sequência da sua entrada na Companhia Nacional de Bailado.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.