Sete Maravilhas são hoje conhecidas em Ponta Delgada

Sete Maravilhas são hoje conhecidas em Ponta Delgada

 

Lusa / AO Online   Regional   11 de Set de 2010, 07:49

As ‘Sete Maravilhas Naturais de Portugal’ vão ser divulgadas hoje num espetáculo em Ponta Delgada, nos Açores, onde serão revelados os resultados de uma votação que reuniu mais de 590.166 votos em seis meses.

Na corrida estão 21 locais distribuídos pelas categorias Zonas Marinhas, Grutas e Cavernas, Praias e Falésias, Grandes Relevos, Zonas Aquáticas não Marinhas Florestas e Matas e Áreas Protegidas.

As vencedoras, escolhidas pelo público por telechamada, SMS e Internet entre 07 de março e 07 de setembro, serão as mais votadas em cada categoria, mas cada região não pode eleger mais do que duas maravilhas.

Os Açores e o Centro são as regiões com mais candidaturas (cinco), seguindo-se Algarve e Lisboa e Vale do Tejo, com três, o Norte e a Madeira, com duas, e o Alentejo, com a restante.

Na categoria Florestas e Matas concorrem a Floresta Laurissilva da Madeira, a Mata Nacional do Buçaco e a Paisagem Cultural de Sintra, enquanto nos Grandes Relevos os finalistas são a Paisagem Vulcânica do Pico, o Parque Natural da Arrábida e o Vale Glaciar do Zêzere.

O Algar do Carvão, a Furna do Enxofre e as Grutas de Mira de Aire são os candidatos na categoria de Grutas e Cavernas, enquanto o Pontal da Carrapateira, o Portinho da Arrábida e a Praia de Porto Santo disputam a vitória em Praias e Falésias.

Nas Zonas Marinhas os candidatos são o Arquipélago das Berlengas, a Ponta de Sagres e a Ria Formosa, sendo a categoria Zonas Aquáticas não Marinhas disputada pela Lagoa das Sete Cidades, Portas de Ródão e Vale do Douro.

Na categoria de Zonas Protegidas os finalistas são o Parque Nacional da Peneda-Gerês, o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e a Reserva Natural da Lagoa do Fogo.

A cerimónia em que serão divulgados os vencedores, transmitida em direto pela RTP para todo o mundo, terá lugar nas Portas do Mar, em Ponta Delgada, o que gerou alguma polémica nos Açores.

O local inicialmente previsto era a Lagoa das Sete Cidades, mas, por razões de natureza técnica, acabou por ser mudado, o que motivou algumas críticas, especialmente por não ser um espaço natural.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.