Sete ilhas dos Açores sob Aviso Amarelo até segunda

Sete ilhas dos Açores sob Aviso Amarelo até segunda

 

LUSA/AOnline   Regional   15 de Jan de 2017, 13:03

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou entre hoje e segunda-feira sete das nove ilhas dos Açores sob Aviso Amarelo, devido a precipitação e vento fortes.

O aviso meteorológico do IPMA adianta que haverá precipitação nas duas ilhas do grupo ocidental do arquipélago, Flores e Corvo, entre as 20:00 (mais uma hora em Lisboa) de hoje e as 08:00 de segunda-feira, enquanto o vento soprará entre as 02:00 e as 11:00 de segunda-feira.

Já para nas cinco ilhas do grupo central (Terceira, Graciosa, São Jorge, Faial e Pico) haverá vento entre as 11:00 e as 20:00 de segunda-feira e precipitação entre as 05:00 e as 17:00 de segunda-feira.

O Aviso Amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, indica situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

De acordo com o aviso meteorológico do IPMA, o agravamento do estado do tempo nas próximas horas nos Açores deve-se à passagem de “uma depressão, com um sistema frontal associado, em fase de cavamento e com deslocação para nordeste”.

A autoridade marítima já alertou para o previsível agravamento do estado do mar nas ilhas Terceira e Graciosa na segunda-feira, recomendando prudência à comunidade marítima e população em geral.

O capitão do porto de Angra do Heroísmo e Praia da Vitória, João Mendes Cabeças, adiantou, em comunicado, que está prevista na segunda-feira “a ocorrência de vento forte, cerca de 40 nós, e o aumento significativo da altura das ondas, mais de cinco metros, de sul/sudeste”.

“Recomenda-se, por isso, à comunidade marítima o reforço das amarrações das embarcações e a sua vigilância, sobretudo nas zonas mais expostas, viradas a sul”, refere João Mendes Cabeças.

À população em geral, a mesma autoridade aconselha que evite os passeios junto da orla costeira, próximo da linha de água, em particular nos molhes, piscinas naturais e zonas balneares.

O capitão do porto de Angra do Heroísmo e Praia da Vitória, que também subentende o porto da ilha Graciosa, considerou ser “fundamental da parte de toda a população a adoção de uma cultura de segurança ativa e atitude prudente junto da orla costeira, não incorrendo em situações de risco que podem vir a ter consequências graves”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.