Selecionador acredita num Ronaldo "super-motivado" e sem problemas físicos


 

LUSA/AO online   Futebol   2 de Mai de 2016, 14:02

Fernando Santos desvalorizou os atuais problemas físicos de Cristiano Ronaldo e quer ver o avançado a conquistar a Liga dos Campeões para chegar à seleção portuguesa de futebol com o "balão ainda mais cheio" antes do Euro2016

"Quando vi o lance com o Villarreal, quando vi ele a queixar-se e depois a sair mais cedo do jogo, fiquei preocupado. Já nos informámos da situação e não é nada assim tão alarmante. Acho que as coisas vão correr bem", afirmou Fernando Santos, em entrevista à agência Lusa.

O treinador, de 61 anos, explicou que, depois de uma longa temporada, é normal que jogadores como Ronaldo cheguem algo desgastados à seleção nacional, mas, mesmo assim, espera que o ‘capitão’ luso conquiste a ‘Champions’ com o Real Madrid.

“Já vou ter, em qualquer circunstância, um Cristiano super-motivado, mas se ainda vier com a grande alegria de vencer a Liga dos Campeões, o ‘balão’ ainda vem mais cheio. Depois, é preciso saber gerir algum desgaste que ele possa ter e é para isso que estamos cá, para gerir todas as situações dele e dos outros”, referiu.

O avançado de 31 anos, que está a três jogos de se tornar o mais internacional de sempre (Figo é único à sua frente, com 127 jogos), foi o melhor marcador de Portugal na fase de qualificação para o Europeu, com cinco golos, incluindo um ‘hat-trick’ na Arménia (3-2).

“Um jogador de faz 50, 60, 70 golos por época, obviamente que é determinante. É incrível a quantidade de golos que faz nunca tendo sido um ponta de lança. Já aos 18 anos era determinante no Sporting”, lembrou Fernando Santos, que foi seu treinador nos ‘leões’, por breves momentos, em 2003/04, quando Ronaldo rumou para o Manchester United ainda em plena pré-temporada, depois um particular frente aos ingleses, na inauguração do Estádio José Alvalade.

O selecionador luso lembra-se bem desse jogo e das consequências de ter colocado em campo o então jovem jogador: “Para infortúnio meu, pus o Ronaldo a jogar nesse jogo. Fiquei à espera que ele voltasse de Manchester, mas ligou-me a dizer que já não vinha. Se tivesse ficado, talvez o resultado dessa temporada tivesse sido diferente”.

Mais de uma década depois, Fernando Santos voltou a encontrar Cristiano Ronaldo, desta vez no cargo de selecionador nacional e com o avançado com o estatuto de ‘capitão’ da formação das ‘quinas’.

“Encontrei mais semelhanças do que diferenças. Houve um crescimento natural do jogador, claro, mas o talento, a criatividade, a potência, a determinação, o espirito de vencer, já os tinha quando o treinei com 18 anos”, concluiu.

Fernando Santos anuncia a 17 de maio, seis dias antes do início do estágio, os 23 jogadores convocados para a fase final do Euro2016, que vai decorrer em França, de 10 de junho a 10 de junho, com Portugal integrado no Grupo F, juntamente com Islândia, Áustria e Hungria.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.