Seleção portuguesa procura regressar ao Europeu de sub-21 sete anos depois


 

Lusa/AO online   Futebol   7 de Out de 2014, 09:45

A seleção portuguesa de futebol de sub-21, desfalcada de algumas das suas principais referências, procura regressar ao grande palco do Europeu sete anos depois da última presença, mas, para isso, terá de ultrapassar a Holanda.

 

Após uma fase de qualificação perfeita, com oito vitórias em igual número de jogos, a seleção orientada pelo treinador Rui Jorge merecia melhor sorte nos “play-offs” de acesso à fase final, que lhe reservou a seleção mais forte do lote de possíveis adversários.

Campeã em 2006, em pleno Estádio do Bessa, no torneio realizado em Portugal – cuja seleção não passou da fase de grupos -, e no ano seguinte, em casa, a Holanda é, tradicionalmente, uma potência nas camadas jovens, ainda que tenha terminado esta fase de apuramento em segundo lugar, atrás da Eslováquia.

Portugal, pelo contrário, completou um percurso cem por cento vitorioso num grupo que integrava também Israel, Noruega, Azerbaijão e Macedónia, seleções que, no entanto, se situam muito longe da qualidade da “laranja mecânica”, na qual se destaca o cerebral Van Ginkel, emprestado pelo Chelsea ao AC Milan.

Com seis presenças na prova, a seleção lusa apresenta como melhor resultado o segundo lugar em 1994, obtido pela designada geração de ouro do futebol português, batida por 1-0 na final pela Itália, ironicamente, na sequência de um golo de ouro, numa edição em que Figo foi o melhor jogador e João Pinto o melhor marcador.

A equipa lusa terá de ultrapassar a ausência de três titulares indiscutíveis, os médios André Gomes, João Mário e William Carvalho, que foram chamados pelo selecionador Fernando Santos para os jogos da seleção principal, na França e na Dinamarca.

Mesmo sem aqueles influentes jogadores, Rui Jorge tem à sua disposição uma das mais fortes representações de sub-21 dos últimos anos, ainda que a perspetiva histórica seja claramente favorável à Holanda: em 10 confrontos, a equipa das “quinas” venceu apenas dois jogos, empatou quatro e perdeu quatro.

Por outro lado, das cinco vezes em que disputou os “play-offs” de acesso à final – que, na edição de 2015, se vai realizar na República Checa -, Portugal apenas falhou a qualificação em 2000, frente à Croácia, tendo depois afastado adversários tão poderosos como Espanha (2002), França (2004), Suíça (2006) e Rússia (2007).

A seleção portuguesa de futebol de sub-21 defronta a congénere da Holanda em dois jogos dos “play-offs” de qualificação para a fase final do Europeu de 2015, a 09 de setembro, em Alkmaar, com início às 18:30 (17:30 em Lisboa), e 14 do mesmo mês, em Paços de Ferreira, com início às 17:00 (hora Local)


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.