Secretaria da Educação dos Açores retifica número de docentes contratados em três anos na Região


 

Lusa/AO Online   Regional   2 de Set de 2016, 18:52

A secretaria regional da Educação e Cultura esclareceu hoje que em três anos letivos "foram colocados 323 docentes em lugar de quadro" ao contrário do avançado hoje pelo Sindicato Democrático dos Professores dos Açores (SDPA).

Numa nota enviada às redações, a tutela esclarece que nos anos escolares 2014/2015, 2015/2016 e 2016/2017 foram abertas "as vagas que correspondiam a necessidades permanentes do sistema educativo regional" e que se cumpriu "o compromisso de integrar no quadro 300 docentes".

A secretaria regional da Educação e Cultura refere que a preparação para o próximo ano letivo foi efetuada "com todo o rigor e com a preocupação de dotar as unidades orgânicas do sistema educativo regional com todos os docentes necessários ao seu normal funcionamento".

O presidente do sindicato Democrático dos Professores dos Açores (SDPA), José Pedro Gaspar, considerou hoje que a contratação de professores na Região para o ano escolar 2016/2017 "fracassou" em todos os objetivos a que se propôs.

Em conferência de imprensa, o SDPA assegurou que continua a "haver carência de docentes nos Açores" e lamentou, por isso, que a estratégia do Governo Regional dos Açores se mantenha a mesma de há três anos com idêntico "número de vagas proporcionadas, em cada grupo de recrutamento e em cada escola da Região".

"A Região, com estes três concursos extraordinários, foi vinculando cerca de 70 professores em cada ano, portanto, num total de 220 docentes e a Região necessita todos os anos de contratar a termo resolutivo 700 professores, ou seja, a Região está a integrar em quadro vinculativo cerca de 10% dos professores de que necessita ainda e que são necessidades permanentes", disse José Pedro Gaspar.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.