'Sê-lo Verde' para festivais amigos do ambiente apoia Chicharro e Festas da Madalena

'Sê-lo Verde' para festivais amigos do ambiente apoia Chicharro e Festas da Madalena

 

LUSA / Miguel Bettencourt Mota   Cultura e Social   10 de Mai de 2018, 11:59

O programa 'Sê-lo Verde', destinado a apoiar eventos sustentáveis a partir de cinco mil participantes, contemplou as propostas de duas festividades açorianas: Festa do Chicharro (São Miguel) e Festas da Madalena (Pico).


O 'Sê-lo Verde', refira-se, decidiu alargar o âmbito do seu apoio a mais festivais, alguns de cariz mais regional e tradicional, chegando a 30 iniciativas por todo o país.

Os contratos entre o Ministério do Ambiente e os 30 promotores selecionados são assinados na quinta-feira, em Lisboa, e dizem respeito a 71 medidas que serão financiadas através do Programa Sê-lo Verde, este ano com uma dotação de 600 mil euros, mais 100 mil que na última edição.

Os espetáculos abrangem várias temáticas e entre os promotores estão também câmaras municipais.

Alguns exemplos de festivais apoiados são o MED (Loulé), o Panda, o Boom Festival (Idanha a Nova), Meo Marés Vivas (Vila Nova de Gaia), Rock in Rio Lisboa 2018, de Arte, Cultura e Ecologia - Fora do Tempo, do Bacalhau (Ílhavo), Nos Alive, Festival de Rua do Fundão ou Vodafone Paredes de Coura. 

Outras festividades também viram aprovadas as suas propostas para se tornarem mais amigas do ambiente. Para além da Festa do Chicharro e das Festas da Madalena, o Bairro do Intendente em Festa (Lisboa), 28.º Expofacic (Cantanhede), Santa Cruz Ocean Spirit, Braga Sounds Better, Queima das Fitas do Porto, a Expo Bairrada (Oliveira do Bairro) foram também contempladas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.