Sauditas travam atentados terroristas


 

Lusa/AOonline   Internacional   23 de Dez de 2007, 10:14

A polícia saudita deteve 28 homens por alegadamente planearem atentados em locais sagrados do Islão durante a recente peregrinação muçulmana, anunciou hoje o Ministério do Interior.
Numa declaração distribuída à imprensa, o Ministério do Interior da Arábia Saudita especifica que 27 dos detidos têm nacionalidade saudita e o restante é estrangeiro, sem identificar a origem.

    Os atentados, atribuídos a "grupos dissidentes" (terminologia empregue por Riade para se referir a organizações próximas da rede terrorista Al-Qaeda), estariam a ser preparados para ocorrerem em Meca e Medina, lê-se ainda na declaração.

    O anúncio do Ministério do Interior ocorre dois dias depois de informações oficiais referirem a detenção de número indeterminado de pessoas, acusadas de estarem a preparar atentados terroristas em Meca e Medina.

    Cerca de 3 milhões de peregrinos acorreram este ano a Meca, para a tradicional cerimónia do "Hadj", que terminou sexta-feira com a visita final a Meca após dias de rituais religiosos nas colinas que rodeiam aquela cidade santa para o mundo muçulmano.

   

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.