SATA garante aumento de oferta nas rotas para os Açores com regras de serviço público

SATA garante aumento de oferta nas rotas para os Açores com regras de serviço público

 

Lusa/AO Online   Regional   4 de Mar de 2015, 17:45

A SATA confirmou que vai passar a assegurar em exclusivo as rotas com obrigações de serviço público que ligam os Açores ao continente, revelando que haverá um aumento da "capacidade" da oferta em relação ao que acontece atualmente.

 

A companhia aérea açoriana diz, num comunicado, que vai enviar ao Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC) uma proposta para operar as rotas dos Açores que continuarão a ter obrigações de serviço público a partir de 29 de março que "responde ao que o Estado português fixou" e que, "nalguns casos", ultrapassa "o que está legalmente definido para o verão IATA" (a chamada época alta, que vai de abril a outubro).

A proposta que vai seguir para o INAC "tem em atenção o histórico total de tráfego transportado pela SATA e TAP em 2014", explica a companhia aérea açoriana, depois de a TAP ter confirmado hoje que deixará de voar para as ilhas do Pico e Faial a partir de 29 de março, quando entram em vigor novas obrigações de serviço público nestas rotas.

Uma terceira rota manterá obrigações de serviço público, a que liga Santa Maria ao continente, mas a TAP não voa há vários anos para esta ilha, sendo a SATA que transporta os passageiros da companhia aérea nacional.

Segundo o comunicado que divulgou hoje, a SATA "assegurará na rota de Santa Maria a duplicação da capacidade atualmente oferecida e, na rota do Pico, a manutenção da capacidade atual nos meses de julho e agosto e a duplicação da capacidade atualmente oferecida nos restantes dez meses do ano".

Na rota de Lisboa para a Horta (Faial), "a capacidade operada durante todo o ano é superior, em 27%, à capacidade efetivamente utilizada em 2014", revela a SATA, que diz que tem "disponibilidade pontual para responder a eventuais crescimentos de procura" neste caso.

Para além de novas regras de serviço público nestas três ligações, a 29 de março passam a ficar liberalizadas duas rotas, as que unem as ilhas de São Miguel e Terceira ao continente.

Para estes casos, o presidente da administração da SATA, Luís Parreirão, anunciou em janeiro que a empresa reduzirá a sua oferta atual em Ponta Delgada (São Miguel), para onde começarão a voar 'low cost' em abril e onde a TAP vai aumentar voos.

As 'low cost' não se mostraram, porém, interessadas na rota da Terceira, pelo que a SATA, disse Luís Parreirão na altura, vai reforçar a sua operação neste caso.

Segundo a informação que divulgou hoje, a SATA vai fazer onze ligações semanais entre Lisboa e Ponta Delgada de abril a outubro, que passam a 12 nos meses de julho e agosto.

No caso da Terceira, fará cinco ligações semanais de abril a outubro, que sobem para seis em julho e agosto.

As ligações da SATA ao Porto a partir de Ponta Delgada serão cinco por semana em abril, maio e outubro, seis em julho e setembro e sete em julho e agosto.

A SATA voará ainda uma vez por semana entre a Terceira e o Porto durante o verão IATA.

A empresa acrescenta que "todas as ligações entre os Açores e o continente português serão efetuadas em regime de 'code-share' com a TAP".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.