Sarkozy, Merkel e Junker querem medidas sobre produtos derivados


 

Lusa / AO online   Economia   11 de Mar de 2010, 16:18

Os dirigentes francês, alemão e do Eurogrupo pediram hoje a realização de um inquérito europeu acerca da especulação sobre produtos financeiros derivados, que visaram a Grécia, e defenderam a proibição de "transacções especulativas", numa carta comum.
Numa carta datada de 10 de Março e hoje divulgada pelo Eliseu, o presidente francês, Nicolas Sarkozy, a chanceler alemã, Angela Merkel, e os primeiros-ministros luxemburguês, Jean-Claude Juncker, e grego, George Papandreu, propuseram que a Comissão Europeia "diligencie o mais rapidamente possível um inquérito que determine o papel e o impacto da especulação sobre CDS (Credit Default Swaps ou seguros sobre empréstimos de dívidas de países) sobre as obrigações dos Estados europeus".

A especulação sobre este CDS é apontada como a principal responsável da actual crise financeira na Grécia, fortemente endividada.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.