Samsung infringe patentes da Apple

Samsung infringe patentes da Apple

 

Lusa/AO Online   Economia   25 de Ago de 2012, 18:05

Um júri decidiu na sexta-feira que a Samsung infringiu as patentes da Apple para os

O júri ordenou que  Samsung pagasse à Apple 1,05 mil milhões de dólares, apesar de esta reclamar uma indemnização de 2,75 mil milhões de dólares (2,2 mil milhões de euros). Os observadores da disputa esperam que a Samsung apresente um recurso da decisão.

A Apple apresentou a queixa em abril de 2011 e contratou uma legião dos advogados especialistas em patentes mais bem pagos. A Samsung Electronics Co. ripostou com uma exigência de indemnização de 399 milhões.

O júri, em San José, no Estado da Califórnia, que examinou cerca de 700 queixas da Apple e Samsung, decidiu que a empresa sul-coreana de eletrónica infringiu várias patentes, reportaram os sítios de tecnologia na Internet Cnet e The Verge em despachos ‘ao vivo’ da sala de tribunal.

A Apple, que tinha acusado os sul-coreanos de terem copiado o iPhone e o iPad, pretendia uma indemnização e uma sentença que pode colocar fora do mercado dos Estados Unidos alguns produtos da Samsung.

O júri esteve a ler uma lista de queixas e a decisão sobre as que foram apresentadas pela Samsung, relativas a usos indevidos de patentes de tecnologia sem fios pela Apple, ainda não era conhecida.

O veredicto envolve patentes numa série de produtos da Samsung, incluindo os populares ‘smartphone’ Galaxy e a ‘tablete’ Galaxy 10, que alegadamente foram copiados do iPhone e do iPad.

O júri – sete homens e duas mulheres – tinha começado a deliberar na quarta-feira.

A Samsung já vendeu 22,7 milhões de ‘smartphones’ e ‘tabletes’ que a Apple diz que usam a sua tecnologia e que tem um valor estimado de vendas de 8,16 mil milhões de dólares, desde junho de 2010.

Juntas, as duas empresas representam mais de metade das vendas mundiais de ‘smartphones’.

Por sua vez, os advogados da Samsung argumentaram que muitas das pretensas inovações da Apple eram conceitos ou ideias roubadas à Sony.

Este julgamento nos Estados Unidos é apenas a última escaramuça entre estas duas empresas de eletrónica motivada pelo ‘design’ dos produtos, depois de outras batalhas legais na Austrália, no Reino Unido e na Alemanha.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.