Dakar2010

Sainz vence pela primeira vez, Al-Attiyah ganha última etapa

 Sainz vence pela primeira vez, Al-Attiyah ganha última etapa

 

Lusa/Aonline   Motores   16 de Jan de 2010, 20:10

O espanhol Carlos Sainz (Volkswagen) venceu, pela primeira vez, o rali todo-o-terreno Dakar2010, após terminar em segundo lugar a última etapa, entre Santa Rosa e Buenos Aires, ganha pelo piloto do Qatar Nasser Al Attiyah (Volkswagen)

Nos 206 quilómetros cronometrados, Sainz ficou a 36 segundo do seu companheiro de equipa, mas manteve a liderança, com 2.12 minutos de vantagem sobre Al Attiyah e mais de meia hora em relação ao norte-americano Mark Miller (Volkswagen), que completou o pódio.

Já Carlos Sousa (Mitsubishi) confirmou o sexto lugar na geral, a 4:31.45 horas de Sainz, após concluir a derradeira tirada na 15.ª posição, a 5.49 minutos do primeiro.

Miguel Barbosa (Mitsubishi) foi o melhor português na etapa, no 12.º lugar, enquanto Ricardo Leal dos Santos (BMW), concluiu a tirada na 16.ª posição. Na geral, Barbosa terminou no 12.º lugar, duas posições acima de Leal dos Santos.

Nas motas, o português Ruben Faria (KTM) venceu hoje a 14.ª e última etapa da prova, enquanto Hélder Rodrigues (Yamaha) terminou no terceiro lugar e segurou a quarta posição na geral.

Faria cumpriu os 203 quilómetros da "especial" em 1:26.48 horas, deixando o norueguês Pal Anders Ullevalseter (KTM) e Rodrigues a 3.45 e 3.57 minutos, respectivamente.

Apesar da sexta posição na derradeira tirada, o francês Cyril Despres (KTM) venceu, sem surpresa, o seu terceiro Dakar, com 1:02.52 horas de vantagem sobre o principal perseguidor, Ullevalseter.

Hélder Rodrigues ainda reduziu para menos de 10 minutos a diferença para o chileno Francisco López Contardo (Aprilia), 10.º na etapa, que conquistou o último lugar do pódio. Faria terminou na 11.ª posição, a 04:36.20 horas de Despres.

"Estou muito contente, pois provei que tenho andamento e capacidades para andar com consistência na frente do Dakar. Estou em forma, chego ao fim sem lesões ou problemas físicos, e altamente motivado para continuar a apostar no Dakar”, disse.

O motard luso lembrou ainda: “Sou de longe o mais jovem dos pilotos da frente e depois deste resultado sinto que vencer um Dakar é um sonho que está ao meu alcance e que posso concretizar a curto prazo".

Sainz e Despres sucedem no historial da corrida ao sul-africano Giniel de Villiers e ao espanhol Marc Coma, respectivamente.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.