Dívida

S&P mantém 'rating' português em "BBB-"


 

Lusa/AO online   Economia   4 de Out de 2011, 18:44

A agência de notação financeira Standard & Poor's (S&P) manteve o ‘rating’ português em “BBB-“, acima de lixo (‘junk’), graças ao empenho português nas reformas estruturais, mas apontou previsões de contracção económica em breve.
“O ‘rating’ português reflecte a nossa opinião de que o forte empenho português em fazer reformas económicas, ancorada no programa de empréstimos de 78 mil milhões de euros do Fundo Monetário Internacional (FMI) e da União Europeia (UE)”, diz a agência de ‘rating, em comunicado.

A agência de notação financeira alerta, no entanto, que as condições económicas internacionais terão como consequência um abrandamento económico superior ao estimado anteriormente pela S&P, com eventuais consequências sobre a receita fiscal e eventuais novas medidas de austeridade.

“A economia portuguesa deverá, provavelmente, contrair no curto prazo, com mais severidade que o que anteriormente esperávamos, devido à procura externa mais fraca e às condições de crédito mais apertadas”, disse a agência, em comunicado.

“Consideramos que o governo português está fortemente empenhado no cumprimento do que foi acordado no programa do FMI/EU. Esperamos que o governo português deva atingir algo semelhante aos objectivos fiscais do programa do FMI/EU, implementando medidas de austeridade adicionais para compensar parcialmente qualquer derrapagem fiscal”, acrescenta o comunicado da S&P.

A agência de notação financeira diz ainda que os níveis de dívida pública e do sector privado, bem como a reduzida liquidez externa e a alta dívida externa deverão manter-se como uma pressão sobre o ‘rating’.

A S&P aponta também uma previsão de 106 por cento do produto interno bruto (PIB) para a dívida pública portuguesa em 2013.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.