Rússia avisa turistas na Turquia contra riscos de rapto pelo grupo Estado Islâmico

Rússia avisa turistas na Turquia contra riscos de rapto pelo grupo Estado Islâmico

 

Lusa/AO online   Internacional   27 de Jan de 2016, 11:40

A agência federal do turismo, Rostourism, alertou os turistas russos na Turquia contra os riscos de rapto pelos combatentes do grupo extremista Estado Islâmico (EI).

"Os dirigentes da organização terrorista internacional EI (proibida na Rússia) planeiam raptar cidadãos russos que estejam na Turquia", anunciou a agência.

"Os reféns podem ser levados para zonas controladas pelos combatentes (do EI) para execuções públicas ou para serem usados como 'escudos humanos'", acrescentou.

"Todos os turistas que viajem para a Turquia sem viagens organizadas (devem) tomar todas as medidas possíveis e necessárias para garantir a segurança pessoal", pediu a agência.

Desde 28 de novembro que as agências de viagens russas deixaram de vender viagens para a Turquia, oficialmente por razões de segurança, depois de um bombardeiro russo 'Su-24' ter sido abatido pela aviação turca sobre a fronteira síria.

O incidente causou uma grave crise entre a Rússia e a Turquia.

Moscovo adotou uma série de medidas de retaliação, desde revogar medidas que facilitavam a concessão de vistos a um embargo alimentar contra a Turquia, até então considerado um parceiro privilegiado da Rússia.

A Turquia, vizinha da Síria, palco de uma guerra civil há cinco anos, foi visada, em várias ocasiões, por ataques sangrentos.

A 12 de janeiro, foi perpetrado, pela primeira vez no país, um ataque contra turistas estrangeiros, que causou a morte de dez alemães em Istambul.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.