Rusgas e detenções na Alemanha de suspeitos ligados ao grupo Estado Islâmico


 

Lusa/AO Online   Internacional   4 de Fev de 2016, 07:28

A polícia alemã anunciou hoje a detenção, durante rusgas em Berlim e noutras duas regiões, de dois argelinos "suspeitos de ter estado em contacto" com o grupo extremista Estado Islâmico (EI), enquanto procura por outros dois.

Os quatro homens são suspeitos de ter preparado “um ato grave ameaçando a segurança do Estado”.

Uma mulher também foi presa na Renânia do Norte-Vestefália por outros motivos, indicou a polícia de Berlim à agência AFP.

Um dos dois homens detidos na região de Renânia do Norte-Vestefália era alvo de um mandado de detenção das autoridades argelinas pela sua presumível ligação à organização extremista, segundo um porta-voz da polícia.

O segundo homem foi detido em Berlim por falsificação de documentos.

A polícia não indicou as razões pelas quais a mulher foi presa.

Em Berlim, as rusgas decorreram em quatro apartamentos e em dois locais de trabalho.

No total, 450 polícias, incluindo alguns de unidades especiais, foram mobilizados na capital, em Renânia do Norte-Vestefália e na Baixa Saxónia, segundo o porta-voz da polícia.

Desde os atentados de 13 de novembro em Paris, as autoridades alemãs deram conta de que a Alemanha foi igualmente ameaçada de eventuais ataques de grupos extremistas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.