Rui Luís reconhece que a Região precisa de mais psicólogos

Rui Luís reconhece que a Região precisa de mais psicólogos

 

Miguel Bettencourt Mota   Regional   24 de Nov de 2017, 14:19

O secretário regional da Saúde disse esta sexta-feira, em São Miguel, que a situação ao nível dos psicólogos nos Açores é melhor do que no contexto nacional, mas reconheceu que é necessário “investir mais ao nível dos recursos humanos”.


Rui Luís falava à margem das jornadas 'Contributos da Psicologia na Sociedade Atual', onde também deu conta que a Região está decidida a a implementar, de forma experimental, o Programa Regional de Prevenção da Depressão em 2018.

 “A nossa intenção, caso também seja a da Ordem dos Psicólogos, é de, no início de 2018, também implementarmos na Região, de forma piloto, este programa, escolhendo três centros de saúde, em três ilhas”, afirmou Rui Luís, citado por uma nota de imprensa do Gabinete de Apoio à Comunicação Social (GACS).

 O Programa Regional de Prevenção da Depressão, recorde-se, resulta da extensão do programa que será aplicado pela Ordem dos Psicólogos Portugueses, como projeto piloto, no norte do país.

 “Já manifestámos várias vezes à Ordem dos Psicólogos que estamos disponíveis para implementar este programa de prevenção da depressão nos Açores”, frisou o governante, revelando que “haverá uma reunião, em janeiro, com a Ordem para definir as primeiras intervenções e assinar o respetivo protocolo".  

"Em fevereiro e março, já estão agendadas formações para os profissionais para a utilização da plataforma e do programa em si”, acrescentou.

 Na sua intervenção na abertura das jornadas, o titular da pasta da Saúde salientou a importância de fomentar a consciência e organizar eventos sobre a temática da saúde mental, tal como propõe a Organização Mundial de Saúde.

 Para Rui Luís, é também fundamental uma intervenção concertada com as famílias, ao nível dos estilos de vida, comportamentos de risco e relações interpessoais.

 “Com a noção da necessidade de um reforço de medidas preventivas, iniciamos já a implementação do programa Prevenir em Família e na Comunidade, integrado numa estratégia regional de promoção de estilos de vida saudável e prevenção de comportamentos de risco destinado a pais e crianças, e contamos ainda neste ano letivo chegar também às escolas com o Programa Regional de Promoção da Alimentação Saudável”, afirmou o secretário regional, citado pela mesma nota.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.