Rúben Correia dá a conhecer as suas obras ao Presidente da República

Rúben Correia dá a conhecer as suas obras ao Presidente da República

 

Lusa/AO online   Regional   18 de Dez de 2012, 13:43

Rúben Correia, natural de S.Miguel, é o mais jovem escritor dos Açores, que aos 15 anos tem três obras editadas, mas a sua ambição não acaba na escrita e confessa que sonha "vir a ser primeiro-ministro de Portugal".

“Sempre disse: um dia vou ser escritor. Era um sonho antigo que se veio a concretizar”, afirmou o jovem micaelense.

Depois de ter sido distinguido e recebido pelo ministro da Educação e ainda pelo antigo Presidente da República Mário Soares, o jovem escritor vai entregar "em mãos" o seu mais recente livro ao Presidente da República, Cavaco Silva, numa audiência quarta-feira, no Palácio de Belém.

“Nunca imaginei levar os meus livros assim tão longe”, frisou o jovem, que confessou ser também um apaixonado pela politica, área que quer seguir na Universidade, depois de concluir o secundário, em Ponta Delgada, do curso de linguas e humanidades.

Rubén Correia não escondeu também o sonho de "um dia chegar a primeiro-ministro" e "impor uma filosofia mais humanista à politica" dando "maior importância aos problemas sociais de todos os portugueses".

O jovem já tem três obras editadas, a primeira “Kamele e a lâmpada árabe”, inspirada numa "viagem à Tunisia", e a segunda “Planeta de Fogo", um "apelo à não poluição".

Na sua mais recente obra, “O Pinhal dos Segredos e outras aventuras no Natal”, pretende transmitir os principais valores da quadra natalícia: amizade, partilha e fraternidade, mas "refletindo a sua visão sobre o mundo: um mundo onde o bem triunfa sobre o mal", segundo sublinhou.

Natural e residente da Vila de Rabo de Peixe, Rúben Correia confessou que o interesse pela escrita começou logo no primeiro ano de escolaridade, mas intensificou-se a partir dos 10 anos.

“Tudo começou com o meu primeiro livro. Enviei-o para uma editora do continente por e-mail. Só depois da resposta positiva é que contei aos meus pais “, admite o autor, frisando que as suas obras pretendem incentivar a leitura junto dos jovens, mas também "tentar transmitir algumas soluções para os problemas do dia a dia".

O jovem açoriano, que confessa ter como escritor preferido José Saramago, está atualmente no Canadá, a apresentar a sua obra às comunidades portuguesas naquele país.

No Canadá, Rúben Correia lançou sábado, na Casa dos Açores do Ontário, em Toronto, a sua terceira obra.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.