Liga Zon Sagres

Rondon derrota Sporting em Paços de Ferreira

Rondon derrota Sporting em Paços de Ferreira

 

Lusa/Aonline   Futebol   14 de Ago de 2010, 22:51

O Paços de Ferreira entrou com o pé direito na Liga de futebol 2010/11, ao vencer em casa o Sporting, por 1-0, num jogo intenso, de domínio repartido e com várias oportunidades de golo
O único golo da partida foi apontado aos 59 minutos por Mário Rondon - que na última época esteve emprestado ao Beira-Mar, então na Liga de Honra, e Rui Vitória adaptou a avançado -, a desviar ao primeiro poste um centro da direita de Manuel José.
O venezuelano, marcou à terceira oportunidade e ainda viu Rui Patrício evitar o segundo tento com uma grande defesa, num jogo em que os pacenses acabaram por justificar o triunfo, pelo que fizeram na segunda parte.
Paços de Ferreira e Sporting entraram na Liga 2010/11 com quatro “caras novas” de início, sendo a alteração mais significativa a registada na zona central da defesa pacense, entregue a Samuel e a Bura.
No regresso à Mata Real, o novo técnico do Sporting, Paulo Sérgio, surpreendeu pela forma como dispôs em campo o 4-4-2, com Daniel Carriço na zona intermediária, ao lado de Maniche, jogando Nuno Coelho na zona central da defesa.
Esta disposição táctica, garantiu ao Sporting mais capacidade física nos lances divididos, mas retirou alguma criatividade na zona de construção, onde Matias Fernández, descaído sobre a direita, esteve “escondido” durante os primeiros 20 minutos.
Dois minutos após Mário Rondon ter chegado ligeiramente atrasado a um centro da direita de Manuel José, o médio internacional chileno do Sporting só apareceu no jogo aos 22, ao “descobrir” Hélder Postiga na área, mas Cássio negou o golo ao internacional luso, com uma grande defesa.
Os mesmos intervenientes voltaram a estar em evidência dois minutos depois, mas Hélder Postiga cabeceou à trave e Liedson não chegou para a recarga.
O “Levezinho” voltou a estar perto do golo aos 44 minutos, já depois de Manuel José, aos 29, ter ameaçado a baliza do Sporting, mas o guarda-redes Cássio, com mais uma grande intervenção, voltou a negar-lhe o golo.
Ao intervalo, Paulo Sérgio deixou no balneário o “apagado” Valdés, substituindo-o por Vukcevic, e colocou Matias Fernández a jogar como organizador de jogo, mas estas alterações não tiveram efeitos práticos.
O Paços de Ferreira foi superior neste período e dispôs das melhores oportunidades de golo, com Mário Rondon em destaque, pelo tendo apontado, a desviar um centro de Manuel José, uma imagem que podia ter repetido duas vezes, face a um Sporting que acabou o jogo a despejar bolas para a área.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.