Rio Ave reage com “espanto e indignação” a suspeitas de viciação de resultados

Rio Ave reage com “espanto e indignação” a suspeitas de viciação de resultados

 

Lusa/AO online   Futebol   28 de Dez de 2017, 09:26

O Rio Ave, da I Liga portuguesa de futebol, reagiu com "espanto e indignação" à notícia revelada ontem pela televisão SIC sobre o alegado envolvimento de jogadores do clube num esquema de viciação de resultados.

A estação televisiva adiantou que quatro jogadores do Rio Ave foram constituídos arguidos no âmbito de uma investigação da Polícia Judiciária a uma alegada viciação de resultados, no jogo entre o clube vila-condense e o Feirense, da época passada, mas os responsáveis do Rio Ave garantem "não ter informações sobre o assunto".

O clube nortenho reconheceu que foi "aberto um processo que corre os seus termos na Policia Judiciaria, no qual todos os elementos notificados pertencentes aos quadros do Rio Ave prestaram toda a colaboração solicitada, há seis meses", mas diz "não saber mais nada" sobre o desenvolvimento do mesmo.

"Esse processo encontra-se em segredo de justiça e sobre o mesmo não temos qualquer informação. Estranha-se que seja tratado na comunicação social quando não temos qualquer informação sobre o mesmo, nem tão pouco os visados na noticia", pode ler-se num comunicado publicado na página da internet do clube vila-condense.

No mesmo texto, os responsáveis do emblema da foz do Ave lamentam que "o simples teor de uma notícia tenha repercussões ou um tratamento desmesurado pondo em causa a integridade moral de uma instituição e dos seus profissionais".

Lamentam, ainda, que "à simples palavra arguido lhe seja atribuída uma conotação tão pejorativa, subtraindo-lhe a presunção de inocência".

Ainda assim, o Rio Ave garantiu que, tanto a instituição como os seus elementos, estão "ao dispor para qualquer esclarecimento das autoridades judiciárias e para uma total colaboração no desenrolar do mesmo processo".

"O Rio Ave sempre se regeu pelos melhores princípios de nobreza e honestidade jamais poderá ser posta em causa. Manteremos a total confiança nos intervenientes bem como o desejo de ver esta situação resolvida, indo até às últimas consequências para que a verdade seja totalmente apurada", pode ler-se no comunicado.

O clube vila-condense reiterou, por fim, "o orgulho de ter nos seus quadros atletas e profissionais íntegros e competentes, acima de qualquer suspeita, que diariamente são, como é do reconhecimento público, excelentes agentes promotores do desporto e do futebol em Portugal, bem como exemplos de cidadania".

Segundo a estação televisiva, os jogadores foram aliciados para perder jogos, nomeadamente na visita ao Feirense, um encontro da 20.ª jornada do campeonato disputado em 06 de fevereiro, que terminou com vitória da equipa da casa, por 2-1, e que na altura levantou suspeitas que motivaram a suspensão das apostas do jogo Placard.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.