Ricardo Salgado obrigado a permanência na sua habitação

Ricardo Salgado obrigado a permanência na sua habitação

 

AO/Lusa   Nacional   25 de Jul de 2015, 10:21

O ex-presidente do BES Ricardo Salgado fica obrigado "a permanência na habitação, de onde só pode sair com autorização do juiz", disse sábado o seu advogado, à saída do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC), em Lisboa.

 

Ricardo Salgado foi inquirido desde as 09:30 de sexta-feira, pelo juiz Carlos Alexandre, e já tinha sido interrogado e constituído arguido pelo Ministério Público, na segunda-feira, no âmbito da investigação "Universo Espírito Santo", segundo um comunicado da Procuradoria-Geral da República (PGR), enviado à agência Lusa.

Segundo a mesma nota, no âmbito da investigação, "foram constituídos seis arguidos", estando "em causa a suspeita da prática de crimes de falsificação, falsificação informática, burla qualificada, abuso de confiança, fraude fiscal, corrupção no setor privado e branqueamento de capitais".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.