Ribeira Grande investe 400 mil euros este ano em eventos

Regional /
Alexandre Gaudêncio

1667 visualizações   

A Câmara da Ribeira Grande vai investir cerca de 400 mil euros em vários eventos ao longo do ano, anunciou o presidente da autarquia, garantindo que esta aposta assegura retorno económico para o concelho.
 

 

"Esta dinâmica que temos tentado colocar ao nível dos eventos tem-se traduzido na economia local com a criação de novos projetos [turísticos] e, acima de tudo, com a criação de emprego, o nosso grande objetivo", afirmou Alexandre Gaudêncio.

O presidente do município da ilha de São Miguel falava na apresentação do calendário de eventos para 2017, frisando que a divulgação já este mês visa potenciar a promoção antecipada dos mesmos.

"Este sistema foi testado no ano passado com muito sucesso, porque a autarquia, de uma forma bastante antecipada, quis divulgar aquilo que iria acontecer ao longo do ano no concelho, para os visitantes, emigrantes e turistas que eventualmente estão a planear fazer férias nos Açores", referiu o autarca social-democrata, acrescentando que, desta forma, também os empresários podem programar as suas atividades em consonância com a programação municipal.

Entre os eventos está uma exposição de Lego a 21 de abril, a Festa da Flor entre 12 e 14 de maio, as Cavalhadas de São Pedro a 29 de junho, o festival de balões de ar quente a 29 de agosto, o Monte Verde Festival de 10 a 13 de agosto e o mundial de surf de 05 a 10 de setembro.

Alexandre Gaudêncio garantiu que todos os eventos têm verba reservada no plano e orçamento de 2017, sustentando que todas as atividades "têm um retorno direto para a economia local muito superior ao investimento publico realizado".

"Aquilo que temos vindo a constatar é que, realmente, esta dinâmica que temos tentado trazer para a cidade tem-se traduzido em investimentos privados que estão à vista. Basta ir um pouco ao centro histórico e ver uma quantidade de novos investimentos e, ao nível do turismo, o número de alojamentos locais que tem aparecido nos últimos anos", declarou.

De acordo com o presidente da autarquia da costa norte da ilha, a dinâmica está espelhada nos cerca de 40 novos alojamentos locais que surgiram em 2016, incluindo novas construções que visam a reabilitação urbana de casas para este fim, e anunciou que estão projetadas novas unidades hoteleiras para o concelho.

Além de potenciar o crescimento turístico na Ribeira Grande, o autarca salientou que esta aposta permite a criação de novos postos de trabalho, num município que "quer tentar marcar posição relativamente à atração turística que neste momento os Açores estão a ter", fruto de "uma dinâmica introduzida com a chegada" das companhias aéreas de baixo custo.