Revista de Imprensa Nacional


 

Lusa/Ao online   Nacional   12 de Dez de 2007, 05:32

A investigação aos crimes relacionados com a diversão nocturna no Porto, o alegado desaparecimento de escutas relacionadas com o processo Apito Dourado e a vitória do FC Porto frente ao Besiktas estão hoje em destaque na imprensa lisboeta.
O Diário de Notícias avança na primeira página “PJ ainda sem provas para prender já suspeitos de crimes da noite”.

    Segundo o diário, a PJ do Porto já tem suspeitos associados às mortes ocorridas no Porto mas não avança com detenções porque “as orientações da Direcção Nacional são de cautela”.

    O atentado em Argel e a vitória do FC Porto frente aos turcos do Besiktas por 2-0, em jogo da sexta e última jornada do grupo A da Liga dos Campeões em futebol, disputado no Porto, são outros assuntos abordados no DN.

    O Público faz manchete com o título “Novo processo penal dificulta investigação dos crimes no Porto”, realçando críticas dos magistrados, que consideram a nova legislação limitadora do combate à “criminalidade complexa”.

    Na capa, o Público destaca ainda o duplo atentado de grupo ligado à Al-Qaeda na Argélia que causou a morte a 33 pessoas.

    “Desapareceram escutas de Valentim [Loureiro] com Durão [Barroso]” é a manchete do Jornal de Notícias que revela a falta de uma gravação de cinco chamadas nos CD entregues pelo tribunal ao autarca de Gondomar.

    O major Valentim Loureiro queria usar as conversas com Durão Barroso, em 2003, para se defender de acusações, acrescenta o jornal.

    “Objectivos atingidos” é outro título do JN que realça a vitória do FC Porto, que permanece assim na Liga dos Campeões.

    O Correio da Manhã puxa para a capa “22 corruptos presos”, segundo a Direcção-Geral dos Serviços Prisionais.

    O número de detidos por corrupção nas cadeias portuguesas, escreve o CM, não ultrapassa as 22 pessoas, o que representa seis por cento dos cerca de 370 inquéritos deste tipo registados pela Polícia Judiciária nos últimos dois anos.

    Sobre os crimes registados na “noite” do Porto, o CM titula “Polícia deixa gang da Ribeira sem vigilância”, referindo ainda que o Procurador-Geral da República reuniu-se com o director da PJ e pediu resultados rápidos.

    O 24horas titula “Deputado recusa soprar no balão e foge à polícia”, escrevendo que o Ministério Público quer levantar imunidade parlamentar ao deputado do PSD Raul dos Santos para o acusar de dois crimes: desobediência às autoridades e fuga de local do crime [acidente].

    O diário avança ainda que a namorada de Robert Murat [arguido no processo do desaparecimento da Madeleine] foi ilibada pela PJ.

    “[Vítor] Constâncio pede aos bancos mais rigor a emprestar dinheiro” é a manchete do Diário Económico, referindo que o governador do Banco de Portugal apertou o controlo.

    O económico diz ainda que os bancos têm de dar mais informações sobre as suas contas.

    O DE faz ainda chamada de capa para entrevistas ao presidente da Vodafone Mundial, Arun Sarin, e ao líder da operação portuguesa, António Carrapatoso, na qual falam da PT Multimédia e do futuro do negócio.

    O Jornal de Negócios noticia “IVA não liquidado: Fisco exige à Liga [Portuguesa de Futebol] um milhão em impostos”, salientando que Hermínio Loureiro herdou imbróglio legal com inscrições e transferências de jogadores.

    “Accionistas portugueses ganham 14 milhões de euros com OPA da Lacoste”, “Constâncio só questionou gestão do BCP na sexta-feira” e “Economia americana pode já estar em recessão” são outros destaques do JdN.

    A revista Focus destaca na sua edição de hoje “Férias de luxo, Festas de arrasar”, chamando a atenção para os “melhores destinos, as pistas de montanha e praias para a passagem de ano”.

    A Focus faz ainda chamada de capa para uma reportagem sobre tráfico humano.

    A vitória do FC Porto frente ao Besiktas, o regresso de Liedson à equipa do Sporting e os desejos do treinador José António Camacho para reforçar o Benfica são hoje os destaques de primeira página dos jornais desportivos.

    Na sua manchete de hoje, O Jogo fala de um “Campeão muito forte”, que garantiu a “Vitória no grupo de qualificação como há 10 anos”, depois de ter batido os turcos do Besiktas por 2-0 no Estádio do Dragão com golos de Lucho Gonzalez e Quaresma.

    “Volta que estás perdoado” é o título escolhido pelo Record para preencher a sua primeira página, onde se destaca que “Liedson sai de castigo para cumprir 31º desafio na Europa”.

    A Bola sublinha na sua manchete que “Camacho quer 3 reforços”, um lateral-esquerdo, um avançado e um extremo, estando previstas “nove saídas em Janeiro”.

    O defesa Gilberto e o avançado Delgado são os nomes avançados pelo jornal como possíveis reforços do Benfica.

   
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.