Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO Online   Nacional   4 de Nov de 2010, 07:20

A proibição de acumulação de salários com pensões do Estado, a esperada aprovação do Orçamento do Estado (OE) e a operação Furacão são alguns dos temas em destaque nos jornais de hoje.

“Governo recua e volta a proibir a acumulação de salários com as pensões do Estado” é a manchete do Público, segundo o qual a medida “abrange todos os que estão nesta situação e não apenas os futuros”, pelo que “Cavaco também é abrangido”.

A situação do atual Presidente da República é precisamente destacada na manchete do Jornal de Negócios (JdN): “Cavaco impedido de ganhar salário e pensão”.

O Jornal de Notícias (JN) adianta na manchete “Dono da Mota-Engil suspeito de fraude”, referindo "António Mota arguido por dívidas ao Fisco e branqueamento de capitais”.

Sobre o mesmo assunto, o Correio da Manhã (CM) titula “Patrão de [Jorge] Coelho arguido por crime fiscal”, enquanto que o i adianta na manchete que “António Mota já pagou 3 milhões às Finanças. Joe Berardo negoceia”.

Segundo o JdN, “António Mota garante que grupo já regularizou dívidas ao Fisco em 2007”. O Diário Económico (DE) titula “Filipe Soares Franco e António Mota arguidos na Operação Furacão”.

Na manchete, o DE destaca que “Maioria das câmaras vai cobrar taxa máxima de IMI em 2011”.

Este jornal salienta também “Universidades escapam à proibição de mais contratações”, “Aprovação do Orçamento não impede subida dos juros da dívida portuguesa”, “Queda das bolsas provoca tombo de 68% nos lucros da Caixa” e “Dividendo extraordinário provoca conflito entre Governo e Portugal Telecom”.

Este assunto é tema da manchete do CM, segundo o qual “PT dá milhões livres de impostos”.

O Diário de Notícias (DN) salienta que “PT vai pagar os maiores dividendos de sempre ainda isentos de nova taxa”, o JdN diz que “PT deu 10 mil milhões de euros em 10 anos” e o Público precisa que “Antecipação [de dividendos] na PT lesa Estado em 260 milhões”.

Sobre o OE para 2011, o i escreve “PSD exige que Governo explique aumento de 831 milhões na despesa ‘para não se sentir enganado’”, o Público titula “O dia em que Ferreira Leite fez sorrir Sócrates” e o JdN refere que “Orçamento entra na fase de testa ao acordo com PSD”.

O JN salienta “Orçamento passa mas dívida aumenta” e o DN titula “Governo alarmado com escalada dos juros da dívida”.

Na manchete, o DN adianta que “Nova lei permite a partidos investir na bolsa”.

Os jornais também destacam a nomeação de António Horta Osório para presidente executivo do Lloyds Bank, que o DN considera ser “a transferência financeira do ano”. Ao JdN, o gestor português afirma: “Quero devolver com lucro o dinheiro aos contribuintes”.

O Público salienta também as eleições nos Estados Unidos, escrevendo que “Republicanos conquistam maioria no Congresso e apostam no bloqueio a Obama”, adiantando também que “Reserva Federal avança com mais estímulos”. O DN destaca “Os desafios de Obama após a derrota”.

A revista Visão salienta na capa “O fim da Net grátis” e a Sábado conta “A surpreendente vida sexual dos padres”.

A segunda vitória do Sporting de Braga na Liga dos Campeões (1-0 em casa do Partizan) é noticiada pelos desportivos, cujas manchetes, no entanto, têm dois protagonistas: Fábio Coentrão e Paulo Bento.

Sobre o jogador do Benfica, a Bola escreve “Coentrão o desejado” e o Jogo salienta que segundo Lizarazu, o português “não escapará a Mourinho”.

“Mãos limpas” é o título do Record para a “primeira grande entrevista de Paulo Bento”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.