Revista de Imprensa Nacional


 

Lusa / AO Online   Nacional   11 de Set de 2010, 07:47

O processo Casa Pia faz hoje as primeiras páginas de alguns jornais com o i a destacar que a “Administração da RTP critica Direcção de Informação”.

“A Administração da RTP chamou anteontem a Direcção de Informação para manifestar discordância em relação ao tratamento noticioso do processo Casa Pia, em especial ao protagonismo dado a Carlos Cruz, um dos condenados”, lê-se no diário.

O i diz ainda “Rendas de casa e comerciais com aumento mínimo no próximo ano”, “Conselho do Ministério Público manda recados a Pinto Monteiro” e “Benfica perde em Guimarães e soma terceira derrota na Liga”.

O jornal destaca também a presença da atriz Sophia Loren em Portugal para receber o prémio Casta D’Ouro Carreira, no encerramento do Harvest Fil Festival.

O Expresso pergunta na primeira página “Onde está a sentença da Casa Pia?”.

“A sustentação da decisão dos juízes não aparece. Escrita em dois sistemas informáticos distintos, não se consegue transformar num só documento”, explica o jornal.

O semanário destaca também que o “Governo vende 100 repartições de Finanças” ao próprio Estado.

“Na prática o Estado propõem-se vender um novo conjunto de prédios a uma empresa do próprio Estado vocacionada para encontrar soluções para aumentar o valor de mercado do bem”, lê-se.

O Expresso diz ainda que “Cavaco já falou com Sócrates e Passos Coelho” sobre o Orçamento do Estado e “Cândida Almeida demite-se”.

“A diretora do DCIAP apresentou a sua demissão a Pinto Monteiro de acordo com uma notícia que a Antena 1 pôs no ar ao princípio da noite de ontem (sexta feira)”, lê-se no jornal.

Por seu lado, o Correio da Manhã tem em manchete “Investigadores atacam Cruz” e diz que a Associação Sindical dos Funcionários de Investigação Criminal (ASFIC) defende a Polícia Judiciária dos ataques do apresentador à investigação.

O diário destaca também a derrota do Benfica frente ao Guimarães, afirmando que “Águia dispara contra erros do árbitro” e “Rendas aumentam 0,3 por cento”.

Uma fotografia do Ground Zero em Nova Iorque, onde estava o World Trade Center, ocupa metade da capa do Público, que faz assim alusão aos ataques às Torres Gémeas.

“Mesquita perto do Ground Zero reabre feridas – América dividida pela primeira vez nas evocações do 11 de setembro”, afirma o Público.

O jornal destaca ainda que o “Crédito externo mais difícil preocupa Banco de Portugal”, “Governo minoritário do PSD foi tumultuoso”, “Cimeira da NATO em Lisboa vai fechar fronteiras” e “Conselho do Ministério Público repreende Pinto Monteiro”.

O Diário de Notícias afirma “Ódio religioso no aniversário do 11 de setembro” para dizer que sucedem-se manifestações no mundo islâmico contra a anunciada queima do Alcorão por um pastor evangélico norte-americano.

“Rendas antigas sobem apenas 30 cêntimos por cada 100 euros” é outra das manchetes do diário, que destaca também “Igreja reconhece que padres belgas violaram 507 crianças”, “Scut: Algarve e Porto perdem isenções ao fim de um ano” e “Benfica: recorde de derrotas no início da Liga”.

“Estado obrigou 819 mil a provar rendimentos” é a manchete do Jornal de Notícias, que destaca também a derrota do Benfica, afirmando “Águia volta a tropeçar”.

O Diário Económico faz manchete com uma entrevista exclusiva com a economista Fátima Roque, ex-mulher de Horácio Roque, que afirma “Teria orgulho em ver a minha filha na presidência do Banif”.

“A ex-mulher de Horário Roque, guerrilheira e dirigente da UNITA, economista e professora, Fátima Roque diz que o Banif não está à venda, mas afirma que não tem ambição de tomar conta do grupo”, lê-se no jornal.

“Bancos podem subir spreads sem acordo de clientes” e “Banqueiros não apresentam este ano proposta para o Orçamento” são outras manchetes do Diário Económico.

A derrota do Benfica frente ao Vitória de Guimarães faz as primeiras páginas dos jornais desportivos, com O Jogo a dizer “Águia cai e atira-se a Olegário”.

“Águia depenada” é a manchete do Record, enquanto A Bola titula “Revolta”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.