Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO Online   Nacional   5 de Set de 2010, 07:23

As condenações no processo Casa Pia continuam hoje a dominar a imprensa, com várias manchetes a anteverem o futuro próximo dos sentenciados e de como estes irão tentar evitar a prisão.

“Condenados com liberdade garantida nos próximos três anos”, escreve o Diário Notícias sobre os recursos para os tribunais superiores que se seguem à leitura da sentença, conhecida na sexta feira passada.

Este matutino indica ainda que Carlos Cruz, um dos condenados no processo a sete anos de prisão, “vai tentar um novo julgamento no Tribunal da Relação”.

No Correio da Manhã a primeira página também dá destaque ao processo, com a manchete “Vítima de Cruz aponta Pedroso”, numa referência ao facto de o depoimento que terá levado à condenação de cinco arguidos ser o do “mesmo jovem que no inquérito acusou o ex-deputado” Paulo Pedroso.

O Jornal de Notícias dá grande destaque a uma entrevista a uma das vítimas de abusos sexuais que revela que lhe ofereceram dinheiro para sair do país.

Este matutino destaca ainda que “cinco milhões vivem dos subsídios ou salários do Estado”.

O Público escreve em manchete que “Sócrates diz que Orçamento não pode ser pretexto para abrir uma crise política”, numa referência ao comício da ‘rentrée’ socialista em Matosinhos, no sábado.

Sobre o processo Casa Pia, este jornal destaca o novo livro de Hugo Marçal, condenado a seis anos e dois meses de prisão, que será lançado esta semana e que promete revelações sobre o caso.

A imprensa desportiva chama às primeiras páginas casos que envolvem vários jogadores, com o Record a escrever que Coentrão está “em risco” devido a uma lesão na coxa.

A Bola dá conta de uma eventual renovação do contrato de Luisão, no Benfica, clube onde poderá ficar até 2014.

O Jogo publica uma entrevista com Hulk, na qual o jogador reconhece: “O FC Porto não depende de mim”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.