Revista de imprensa nacional


 

Lusa/AO Online   Nacional   30 de Mar de 2010, 06:39

O atentado no metro de Moscovo e o encerramento noturno do Serviço de Atendimento Permanente (SAP) de Valença são temas em destaque nas primeiras páginas da imprensa de hoje.

O Diário de Notícias (DN) titula "Moscovo viveu manhã de terror na linha vermelha", o Jornal de Notícias (JN) "Mulheres-suicidas da Checénia matam 38 pessoas no metro de Moscovo", o i "Viúvas negras atacam no metro de Moscovo", o Correio da Manhã (CM) "Suicidas fazem 38 mortos em Moscovo" e o Público "Duplo atentado em Moscovo faz 38 mortos".

Na manchete, o Público escreve "Desemprego afetou sobretudo trabalhadores com salários baixos" e noticia "Governo trava aposentação de médicos", "Extrema-direita segura resultado de Berlusconi", "China continua a executar mais e em segredo" e "Empresas deram 80 milhões a causas sociais".

"PJ apreende cada vez mais notas feitas em casa" é a manchete do DN, que destaca também "Benfica 'arrisca' pagar 10 milhões a treinador e jogadores", "Academia da PSP bateu recorde de candidatos este ano", "PS usa Comissão de Ética para contra-atacar PSD" e "Governo já fechou 34 urgências em centros de saúde".

O mesmo tema tem destaque fotográfico no JN, com "Governo já fechou 40 SAP noturnos", lendo-se na manchete "Prestação da casa desceu para metade em ano e meio".

"Padre queixou-se de jovem que ameaçou denunciar abuso sexual", "Juiz afogado em processos pede ajuda a advogados" e "Lear fecha em abril e deixa 270 trabalhadores sem emprego" são outros títulos do JN.

No i, a manchete é "TVI. Pais do Amaral estuda regresso à Media Capital", lendo-se também "Visita do Papa a Portugal. Os momentos certos para ver Bento XVI de perto", "Passos Coelho vai chamar Aguiar-Branco para perto de si" e "Banco de Portugal invoca segredo em obras na sede".

O CM titula na manchete "310 atropelados na passadeira" em três meses e noticia "Valença protesta contra fecho das urgências", "Cegos de Santa Maria recebem 597 mil euros", "Juros tiram 53 euros à prestação da casa", "Bancos ganham 900 mil com Benfica" e "Enfermeiros: Greve deixa saúde a meio gás".

O 24horas salienta "Padre Frederico perdoado pela mãe do miúdo que assassinou" e o semanário o Diabo titula "A nova direita", afirmando que nova sondagem dá a PSD e CDS-PP 48 por cento dos votos.

O Jornal de Negócios destaca "Empresas que o Estado quer privatizar dão prejuízo", "Enfermeiros pedem mais salários ao Estado do que ao setor privado", "Investimento público em 2009 foi mais baixo do que o anunciado pelo Governo, diz INE", "Face Oculta: Estradas de Portugal 'limpa' a casa", "Cabelte deixa cair aposta na ex-Quimonda" e "Galp Energia contesta cobrança de 43 milhões em impostos".

"Fisco põe à venda antiga sede da Federação Portuguesa de Futebol" é a manchete do Diário Económico, que titula ainda "'Spreads' no crédito à habitação vão manter-se elevados até 2011", "Défice público sobe para 9,4% com revisão em baixa do PIB" e "Carris pede 700 milhões ao acionista Estado para sanear dívida".

A imprensa desportiva destaca o Benfica-Liverpool de quinta feira, com os títulos "Casa forte" (Record), "Jesus chama Aimar" (A Bola) e "Vem aí o jogo dos milhões" (O Jogo).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.