Reunião de Bruxelas termina sem acordo

Reunião de Bruxelas termina sem acordo

 

Lusa/AO online   Economia   23 de Nov de 2012, 14:30

A cimeira extraordinária de chefes de estado e de governo da União Europeia sobre o orçamento comunitário plurianual para 2014-2020 terminou esta sexta-feira à tarde, em Bruxelas, sem que os líderes europeus tenham alcançado um compromisso, anunciaram fontes diplomáticas.

Os dirigentes europeus retomaram os trabalhos na manhã de hoje um dia preenchido com encontros bilaterais com o presidente do Conselho europeu, Herman Van Rompuy, e entre as diversas delegações.

No entanto, não conseguiram ultrapassar as divergências, em particular sobre as reduções no orçamento comunitário para o período 2014-2020, solicitado por alguns estados-membros, ou a repartição das reduções das despesas entre as diversas políticas europeias.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, confirmou o impasse na manhã de hoje, ao referir que “na atual situação não se registam progressos”, antes de sublinhar a necessidade de “cortar nas despesas que não se pode suportar”.

Os chefes de estado e de governo retomaram formalmente os trabalhos já perto das 12:30 locais (11:30 de Lisboa) com um almoço de trabalho, para analisar uma nova proposta elaborada pelo presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy.

Após a ronda de consultas de quinta-feira, Van Rompuy decidiu manter um corte de 80 mil milhões de euros para o orçamento 2014-2020, à semelhança da proposta original da Comissão Europeia, mas com uma redistribuição dos cortes que atenua as reduções nas áreas da coesão e agricultura, consideradas prioritárias por diversos estados-membros, caso da França, Espanha ou Portugal.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.