Retirado quadro de Picasso que iria hoje a leilão por estar danificado

Retirado quadro de Picasso que iria hoje a leilão por estar danificado

 

Lusa/AO online   Cultura e Social   15 de Mai de 2018, 14:24

A leiloeira Christie's teve de retirar um quadro de Pablo Picasso que deveria ir hoje a leilão, em Nova Iorque, com uma estimativa de 58 milhões de euros, após ter sido danificado num acidente.

"Le Marin", pintado en 1943, era uma das estrelas do leilão de arte moderna que a Christie's realiza hoje, mas a leiloeira foi forçada a retirá-lo quando reparou no dano durante a preparação da obra para venda.

De acordo com os especialistas, o quadro poderá ser um autorretrato de Picasso devido às parecenças da figura da peça, propriedade do magnata dos casinos Steve Wynn.

O quadro deverá ser agora restaurado, mas a Christie's não indicou se irá trazê-la novamente a leilão.

Wynn, um conhecido colecionador de arte, foi notícia nos últimos meses pelas denúncias de abuso sexual de que foi alvo.

Com o quadro de Picasso fora do leilão, mantêm-se em foco outras obras valiosas, como o quadro de Vincent Van Gogh "Vue de l’asile et de la Chapelle de Saint-Rémy", com estimativa de 29 milhões de euros, que foi propridade da atriz Elisabeth Taylor durante 50 anos, e "Suprematist Composition", do artista vanguardista russo Kazimir Malevich, pintado em 1916, vendido em 2008 por 50 milhões de euros.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.